sexta-feira, 20 de outubro de 2017

PILATES E HÉRNIA DE DISCO



A dor na coluna é um dos problemas mais comuns da sociedade moderna e é objeto de atenção entre especialistas. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 80% da população já sofre ou sofrerá de dores na coluna.  Aproximadamente 5,5 milhões de brasileiros possuem hérnia de disco.

A hérnia de disco é uma doença degenerativa da coluna vertebral, que tem afetado mundialmente diversas pessoas, por isso, muitas têm recorrido ao método Pilates como forma de prevenção e tratamento da doença.

A hérnia de disco consiste do deslocamento do núcleo pulposo, que serve para diminuir o impacto entre uma vértebra e outra, dependendo do volume de material herniado (deslocado), poderá haver compressão e irritação das raízes nervosas, com possível extensão dos sintomas para os braços ou pernas. Normalmente, as herniações do núcleo pulposo estendem-se póstero lateralmente, local em que o anel fibroso é relativamente menos espesso e não recebe sustentação do ligamento longitudinal posterior ou anterior.

Bastante eficaz no tratamento, tanto a longo como em curto prazo, o Pilates atua em todas as fases da hérnia de disco, proporcionando, em cada uma delas, a melhora dos sintomas do paciente, evitando a reincidência da doença. Durante as aulas são realizados exercícios que seguem os princípios básicos do método, como a contração dos músculos abdominais associado à respiração, que proporcionam a estabilização da coluna lombar, relaxamento e maior conscientização corporal, consequentemente, diminuição da dor e melhora da postura.

Para aquelas pessoas que ainda não sentem dor na coluna ou que já se percebem com tensões corporais, o Pilates irá relaxar o corpo, promover consciência das áreas tensas e prevenir lesões na coluna, como pinçamentos, protusões e compressões do núcleo pulposo.

Inicialmente o aluno passa por uma avaliação postural e por uma anamnese, onde serão detectados os desvios posturais, desequilíbrios musculares e as dores. A partir daí é que será montado um programa de treinamento específico para este aluno, com objetivos pré-determinados, sempre respeitando as restrições ou limitações de cada um.

Qualquer dor na coluna é preocupante. Por isso, procure um médico o mais rápido possível para obter o diagnóstico.

Tratamento com o Pilates

- Fase inicial aguda da doença

•Alívio das dores na coluna e irradiações para braços e pernas;

•Diminuição do formigamento ou dormências nos pés, nas mãos, nos braços e pernas;

•Recuperar mobilidade de coluna para que o movimento seja realizado com a maior eficiência possível;

•Melhora da postura no dia-a-dia;

•Alongamento da coluna com melhora dos desvios posturais e aumento do espaço intervertebral;

•Aumento da consciência do corpo, refinamento do controle e equilíbrio dos diferentes músculos envolvidos num movimento, sem gasto desnecessário de energia, a partir de contrações inadequadas, sejam elas exageradas ou deficientes.

Na fase inicial da doença, ele é geralmente associado a outras técnicas fisioterapêuticas, como por exemplo, a osteopatia e a reeducação postural global (RPG). Os exercícios feitos deitados de barriga para cima para quem apresenta lesões na coluna lombar devem ser realizados retificando a lombar (diminuindo a hiperlordose). Ou seja, ao estar deitada,  a região da coluna perto do quadril deve estar encostada na maca.

Prevenção de novas lesões e fase tardia da hérnia de disco

•Fortalecimento muscular abdominal (reto do abdome e transversos abdominais), e da coluna vertebral (eretores da espinha e transversos espinhais). O fortalecimento desta musculatura proporciona a estabilização do tronco e um alinhamento biomecânico com menor gasto energético;

•Fortalecimento muscular global;

•Aumento da flexibilidade de tronco com um padrão suave e harmônico de movimento;

•Manutenção do quadro sem dor.

Progressivamente iremos inserir exercícios de rotações de tronco e aumento do esforço da musculatura.

Além do benefício gerado para a coluna e para a saúde, o corpo todo será beneficiado com aumento da flexibilidade global, condicionamento físico, fortalecimento global, alívio de outras dores ou tensões, melhora do equilíbrio, mais energia, apoio na perda de peso, redução de celulite, redução de ansiedade e estresse, fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico e estabilidade nas articulações.

O Pilates não possui nenhuma contra indicação e pode ser feito por qualquer pessoa, desde crianças até idosos. Além disso, o profissional de Pilates lhe ensinará posturas que devem ser adotadas no cotidiano, como a posição correta para dormir, trabalhar e pegar peso.

Agende uma aula experimental pelo what's up 981818384!!

www.fisiobeautypilates.com.br

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Drenagem linfática na gravidez é seguro? Tire todas as dúvidas





A massagem é indicada a partir do terceiro mês de gestação e diminui a retenção do líquido, amenizando dores e desconfortos do período

Inchaço nas pernas e nos pés, cansaço e dores na lombar são alguns dos sintomas que as mulheres enfrentam quando estão passando pela gravidez . Além de garantir uma alimentação saudável e equilibrada, algumas mulheres recorrem à drenagem linfática manual para amenizar os incômodos e desconfortos da gestação. Mas será que a técnica é segura?

 A drenagem linfática manual é indicada a partir do  3º mês gestacional por amenizar os incômodos e desconfortos do período

Sim, se realizada com todos os cuidados necessários. De acordo com esteticistas e obstetras, a drenagem linfática pode ser extremamente benéfica para as gestantes, amenizando as dores e a retenção de líquido e, consequentemente, diminuindo o inchaço comum da gravidez. 

Segundo as esteticistas Mariana Braga e Marcelle Correa, isso acontece porque essa é uma técnica de massagem  acelera o processo de drenagem pelo sistema linfático, mobilizando da linfa até os gânglios linfáticos, eliminando assim o excesso de líquido e toxinas. 

Retenção de líquido

Durante a gestação há um aumento da produção hormonal que é responsável por várias modificações estruturais e musculares, consequentemente o corpo feminino passa a reter bastante líquido.

“Alguns desses hormônios são essenciais para a gravidez e atuam reabsorvendo sódio, que é um dos maiores responsáveis pela retenção de líquido”, dizem as esteticistas. Nessas condições, o corpo da gestante tem um aumento de 30% a 50% do volume sanguíneo.

Luiz Fernando Leite, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, explica que essa retenção de líquido é proporcional à idade gestacional da mulher. “A drenagem ajuda a eliminar esses líquidos e contribui ativamente para a recuperação da saúde física e estética da gestante”, explicam as esteticistas. 

Além da drenagem, Luiz Fernando sugere a prática de atividades físicas e manter a hidratação do corpo para amenizar os sintomas de desconforto.

Como a técnica é feita?

A técnica da drenagem linfática é realizada por profissionais habilitados e consiste em fazer manobras lentas, leves e rítmicas no corpo da gestante, estimulandos os linfonodos, responsáveis pela absorção da linfa. Dessa forma, ajuda-se a eliminar o líquido retido e, consequentemente, diminuem-se os desconfortos causados pelo inchaço. 

Segundo as esteticistas, as manobras não variam conforme os meses de gestação e são feitas em braços, pernas, pés e costas da mulher. “Não drenamos o abdômen e para drenar a parte de posterior da coxa a gestante fica de lado”. Não há um limite de sessões a serem realizadas, e elas podem ser feitas todos os dias.

É importante ressaltar que os efeitos podem ser sentidos na hora ou algumas horas após a sessão. Como saber se deu resultado? Além da diferença no espelho, a grávida sentirá muita vontade de fazer xixi, já que o líquido retido é eliminado pela urina.

Benefícios

A técnica tem inúmeros benefícios para a gestante. Além da redução do líquido retido no corpo, a drenagem linfática atua no corpo de forma a melhorar a oxigenação dos músculos.

A técnica de massagem melhora a oxigenação dos músculos, previne e combate varizes e diminui as dores do corpo
A drenagem também ajuda a mulher a relaxar, estimula a lactação, prepara as mamas para a amamentação, previne e combate varizes, celulite e estrias. Luiz Fernando comenta que a massagem também diminui as dores do corpo, principalmente de pés, pernas e lombar.

Existem algum risco ou contraindicação? 

Apesar de oferecer inúmeros benefícios para o bem-estar da gestante, a massagem feita na drenagem linfática também apresenta alguns riscos e contraindicações. O médico e as esteticistas explicam que as contraindicações são no caso de gravidez de risco, hipertensão descontrolada, insuficiência renal, trombose venosa profunda e doenças relacionadas ao sistema linfático.

De acordo com Luiz Fernando, mulheres com a placenta baixa ou gravidez de gêmeos devem ter o caso analisado individualmente pelo obstetra, já que nessas condições específicas o risco de sangramento pode ser maior. Além disso, mulheres com diabetes, hipertensão ou varizes devem evitar a técnica, uma vez que essas condições aumentam o risco de trombose. 

O cuidado também se estende aos meses de gestação. Segundo Mariana e Marcelle, a drenagem deve ser evitada nos primeiros três meses de gestação. O motivo para isso está no fato de que, quando estimulados, alguns pontos do corpo podem aumentar os riscos de aborto – que já são grandes nesse período. "São os meses que requerem mais cuidado", afirmam. 

“Os riscos sempre existem se a drenagem não for executada por profissionais habilitados”, acrescenta o obstetra. Por isso, caso você se interesse pela drenagem, é essencial buscar clínicas e profissionais com recomendações e bem preparados para atender gestantes com características específicas. 

Pós-parto

Os benefícios da técnica se estendem para o pós-parto, mas nesse momento alguns cuidados também são necessários. As esteticistas explicam que a gestante precisa ser liberada pelo obstetra para retornar às sessões. A liberação é importante porque mulheres com doenças relacionadas ao sistema linfático, insuficiência renal, trombose e hipertensão não controlada, por exemplo, não podem receber a drenagem.

Em casos de parto cesariana os obstetras recomendam esperar pelo menos trinta dias até voltar às sessões de drenagem.

A autorização do obstetra e tempo de repouso após o parto variam de caso para caso. No caso de parto normal, algumas mulheres são autorizadas logo após o nascimento do bebê. Luiz Fernando orienta esperar 30 dias para voltar com a drenagem nas pernas e 60 para receber no abdômen, principalmente quando o parto foi uma cesárea.

Mariana e Marcelle explicam que quando a mulher foi submetida a uma cesariana, os principais cuidados na hora da drenagem linfática são em relação à cicatrização da cirurgia – que pode demorar até um mês. “A profissional deve usar luvas e não pode fazer movimentos bruscos”, explicam. Além disso, de acordo com as esteticistas, a paciente pode usar o linfotaping , uma fita que encaminha a linfa para os linfonodos, 20 dias após o parto. “Mas tudo depois da autorização do obstetra”, afirmam.

Fonte: Delas - iG 

A consciência corporal muda a consciência mental




A minha proposta é a seguinte: Vamos jogar uma pedrinha nesse lago corporal e deixar que toda essa energia parada se transforme em movimento consciente?

Consciência corporal é a maneira como percebemos o nosso corpo. Consciência mental é a maneira como percebemos a nossa mente. O que elas têm em comum? A nossa maior riqueza, a saúde! Joseph Pilates disse: “Maximize seu potencial emocional e mental”.  Vamos lá?!

Que atividade você gostaria de fazer e qual a importância de uma atividade física?
Qual o valor da sua saúde e quais são seus objetivos pessoais em relação a sua saúde?

Devemos ter disciplina para motivarmos as mudanças em nossas vidas. Precisamos nos mover, pois sem o movimento, seremos infelizes! Que tal sair da sua zona de conforto? Muitos são os exemplos de superação, como cadeirantes que jogam basquete. Isso prova que a incapacidade física pode ser superada a partir de uma mudança do estado mental. As limitações existem, mas podemos maximizar nossas participações e fazer coisas que irão nos surpreender.

Tenho alunos que praticam Pilates com limitações físicas, mas se dedicam cada vez mais, pois maximizaram seu potencial… e tudo começa na mente! Posso dizer que respiro mal, que tenho má postura ou que tenho dor crônica. Como melhorar tudo isso? Temos que nos enxergar como um todo e acreditar que podemos!

Os profissionais de Pilates são orientados a olhar seus alunos globalmente e com certeza, poderão ajudar no processo de superação de corpo, mente e espírito. O nosso corpo é o nosso templo sagrado! Quando agradecemos ao corpo, ele nos agradece! Ele é sábio e pode ser transformado por meio da atenção as nossas sensações, promovendo a ampliação da percepção e da consciência corporal, pois todos nós temos essa capacidade.

A maioria dos exercícios de Pilates desafiam a estabilidade corporal, que representa o controle do nosso movimento. Os equipamentos foram criados por Joseph Pilates exatamente para auxiliar na execução dos movimentos, em diferentes posições.

Fonte: Revista mais que Pilates

Agende uma aula experimental pelo what's up 981818384!!


quarta-feira, 18 de outubro de 2017

SAIBA COMO REABILITAR E EVITAR LESÕES COM PILATES



Como sabemos, existem várias vantagens do método Pilates como: estimular a circulação, melhorar o condicionamento físico, a flexibilidade, o alongamento e o alinhamento postural além disso, melhora os níveis de consciência corporal, coordenação motora e também podemos evitar lesões com Pilates.

Além disso, o Método também melhora os níveis de consciência corporal e a coordenação motora.

Quem pratica Pilates sabe que não sendo fiel aos movimentos de forma bastante atenta, podem a qualquer momento sofrer algum “mau jeito”, uma dorzinha indesejada e em última análise até uma possível lesão.

Para prevenir tudo isso, existem maneiras de se trabalhar com os exercícios  afim de evitar lesões com Pilates.

Há também pessoas que procuram o Pilates para reabilitar-se de lesões preexistentes.

Neste caso, é importante um acompanhamento mais de perto do profissional para que além de reabilitar esse praticante, também evite que ele piore ou se machuque ainda mais durante os treinos.

Desta forma, você irá saber agora como reabilitar e evitar lesões com Pilates, garantindo grandes benefícios através do Método.

Prevenindo lesões através do Pilates

Como o Método pode ser aplicado a pessoas em recuperação de alguma lesão maior no corpo, ele também pode evitar lesões com Pilates, sejam elas musculares, articulares ou de diminuição de movimentos por dor ou por alguma doença,

Os benefícios do Pilates além de serem de caráter preventivo proporcionando alívio de dores crônicas, passam a ser também um método de reabilitação física dessas lesões.

O Pilates busca promover o alongamento e relaxamento dos músculos encurtados ou tensionados demasiadamente e o fortalecimento ou aumento do tônus muscular daqueles que estão estirados ou enfraquecidos.

Portanto, com o método, diminuem-se os desequilíbrios musculares que ocorrem entre músculos agonistas e antagonistas, que são responsáveis por certos desvios posturais e problemas ortopédicos e reumatológicos.

Além disso, por se tratar de uma atividade que não impõe desgaste articular, cujo número de repetições de cada exercício é reduzido, promove-se a prevenção e/ou tratamento de certas patologias, especialmente as ocupacionais para evitar lesões com Pilates.

Muitos dos pequenos movimentos terapêuticos desenvolvidos para ajudar pessoas que se recuperam de lesões, podem ser intensificados para desafiar atletas experientes, a fim de melhorar sua performance.

Assim, quando o assunto é lesão, torna-se indispensável a ajuda de um fisioterapeuta que tenha amplo conhecimento da técnica e da patologia em questão antes de começar a treinar, para que o tratamento através do Método seja feito corretamente.

Desta forma, é muito importante que cada movimento seja estimulado e assistido com bastante cautela para poder evitar danos maiores.

Por isso, antes de começar a praticar Pilates, é interessante lembrar de deixar claro caso exista alguma limitação física significante para que a mesma possa ser identificada de forma eficiente e os exercícios sejam realizados garantindo todos os benefícios.


Em pessoas com patologias, a amplitude articular do movimento pode ser agravada por processos inflamatórios, redução da quantidade de líquido sinovial (a articulação pouco lubrificada não produz o movimento de forma eficaz provocando atrito), presença de corpos estranhos na articulação e lesões cartilaginosas.

Dessa forma, pode haver movimentos compensatórios de outras articulações, prejudicando o desempenho esportivo, laboral ou de atividades da vida diária.

A falta de flexibilidade é um fator limitante ao desempenho esportivo e aumenta as chances de lesões tais como as distensões musculares.

Porém, a flexibilidade excessiva pode provocar instabilidade articular gerando entorses articulares (torções na articulação), osteoartrite e dores articulares.

Vários estudos discutem as diferentes formas de alongamento, comparando sua eficácia.

No Método Pilates, elas são realizadas concomitantemente (ativo, passivo, estático, dinâmico) e, provavelmente, seus efeitos se somam.

Muitas pesquisas foram realizadas sobre os efeitos da intervenção do Pilates na postura e na flexibilidade, onde um deles foi realizado em mulheres sedentárias e o mesmo demonstrou que, após a realização das 20 aulas, ocorreu uma melhora no alinhamento postural.

Além disso, nos diversos pontos observados, houve um aumento na amplitude de movimento dos músculos da parte posterior da coxa e em todos os estudos, os autores concluíram que a maioria das participantes mostraram-se corporalmente mais flexível.

A boa flexibilidade na coluna lombar, bem como, na musculatura isquiotibial (músculo posterior da coxa), parece estar associada à menor incidência de lesões lombares crônicas.

As restrições impostas por estes encurtamentos podem resultar em lesões músculo-esqueléticas, dor e dificuldades nas atividades de vida diária.

Quando aplicado na população idosa, o Pilates melhora a força e a mobilidade, que geralmente estão alteradas devido à presença de doenças degenerativas, como a artrite.

O Método também auxilia na manutenção da pressão arterial, além de influenciar na calcificação óssea além de evitar lesões com Pilates.

Aplicando o Método Pilates em qualquer momento da vida

O Pilates apresenta muitas variações de exercícios que podem ser realizados por qualquer pessoa independente de sua fase de vida.

Aqueles que buscam alguma atividade física, ou que apresentam alguma patologia encontram no Pilates grandes vantagens como a reabilitação para diversos problemas como: desordens neurológicas, dores crônicas, problemas ortopédicos e distúrbios da coluna vertebral.

A maioria das contra-indicações não impede a aplicação do Método, apenas exige algumas alterações e cuidados, enfatizando que o método seja individualizado.

As indicações são muitas e variadas, podendo ser aplicado em populações especiais – como gestantes idosos e atletas – e também em vários problemas ortopédicos.

Segundo diversos estudos, os resultados do Método Pilates, no que compete ao tratamento de desvios posturais e distúrbios ósseos, musculares e ligamentares têm sido satisfatórios.

Conclusão


O Pilates se tornou uma forma popular de exercício para o condicionamento e reabilitação.

O método apresenta diversos benefícios, quando aplicado de acordo com seus princípios, como baixo impacto articular e muscular, sendo assim pode ser utilizado como tratamento, prevenção e promoção da saúde.

Através do Pilates, os hábitos saudáveis perduram por toda a vida e com sua prática, as pessoas aprendem a manter uma postura correta em diversas situações do cotidiano, como sentar, andar e agachar.

Além disso, como medida de prevenção, se bem orientado por um profissional habilitado é praticamente inexistente a possibilidade de problemas,  ou até mesmo dores musculares, assim conseguindo evitar lesões com Pilates.

Minha dica é que todos aproveitem os benefícios do método Pilates tanto para manter um corpo saudável prevenindo lesões e também como forma de tratamento para lesões que já existam.

Dessa forma, o método Pilates se torna um dos mais eficazes da atualidade para promover um trabalho corporal completo em todos os aspectos.

Manthus: melhora da celulite e redução da gordura localizada


O resultado pode ser visto, geralmente, a partir da quinta sessão



Você, alguma vez, deixou de vestir uma saia ou um shorts mais curto, por considerar que essas peças deixariam aquelas indesejáveis celulites à mostra?!


Saiba que não é a única! Afinal, a lipodistrofia ginóide – popularmente conhecida como celulite – acomete mais de 90% das mulheres e é um dos principais motivos que as fazem procurar produtos e tratamentos que possam ajudar a combater ou, pelo menos, amenizar esses sinais na pele.

E, entre os métodos mais conhecidos para tratar o problema, destaca-se o Manthus que, além de prometer a melhora da celulite, atua na redução da camada de gordura do corpo.

Não é por acaso que o tratamento faz o maior sucesso, inclusive entre as famosas. Atrizes como Juliana Alvez, Isis Valverde, Cissa Guimarães e Paola Oliveira já declararam à imprensa que são adeptas da técnica.

Porém, nem todas as mulheres já tiverem o privilégio de realizar sessões de Manthus e usufruir dos benefícios estéticos que oferece. Mas, vale a pena se informar abaixo sobre a técnica e, se surgir o interesse, fazer uma avaliação em uma clínica de confiança para aderir ao tratamento!

O que é Manthus?

Ingrid Peres, fisioterapeuta dermatofuncional e gerente da área científica da Onodera Estética, destaca que o Manthus é um equipamento computadorizado, extremamente preciso e versátil, constituído por geradores de ultrassom e correntes. “Ele oferece um tratamento estético capaz de reduzir celulite e gordura localizada, além de ajudar na circulação sanguínea e no pós-operatório”, diz.

A fisioterapeuta dermatofuncional explica que o Manthus trabalha com as chamadas terapias combinadas, constituídas por um potente emissor de ultrassom, associado a um gerador de estímulos elétricos estereodinâmicas, bem como correntes polarizadas com grande penetração.


“As correntes estereodinâmicas aceleram o sistema linfático, diminuindo a célula de gordura e as toxinas que foram expulsas com a realização do ultrassom. As correntes polarizadas permitem que o aparelho realize a introdução de princípios ativos específicos para a redução de gordura localizada, celulite e flacidez de pele”, destaca Ingrid Peres.

Quantidade de sessões

De acordo com a fisioterapeuta Ingrid, o número de sessões – cada uma com 30 minutos – é indicado de acordo com a avaliação de uma consultora e deve focar o principal problema apresentado. “Geralmente, é sugerido um mínimo de 10 sessões, que são ajustadas de acordo com a evolução do tratamento”, diz.

A profissional acrescenta ainda que o resultado começa a ser apresentado, de forma geral, a partir da quinta sessão.

O valor de cada sessão gira de acordo com o número de sessões totais que serão feitas pela paciente, conforme explica Ingrid. Porém, vale destacar que os valores podem variar de acordo com a cidade/local onde será realizado o tratamento.

A opinião de quem já fez

Ana de Lima, 27 anos, dentista, diz que se considera magra, mas, como a maioria das mulheres, se incomoda com algumas regiões do seu corpo, onde acumula aquela “gordurinha difícil de sair”. “Fui a uma clínica estética e fiz uma avaliação, porque ainda não tinha ideia de que método eu gostaria de fazer. Expliquei tudo o que me incomodava e o tratamento mais indicado foi o Manthus”, relata.

Ana conta que viu ainda, na clínica, fotos de “antes e depois” de algumas pacientes e ficou impressionada com os resultados. “Uma dúvida que tinha era em relação à dor. Mas não senti nada demais, somente um formigamento, como se fosse um ‘choquinho’. Me explicaram também que a potência do aparelho é ajustada dependendo da sensibilidade de cada pessoa”, acrescenta.

“Fiz 10 sessões e senti mesmo que minhas calças jeans passaram a ‘entrar’ melhor em mim e minhas celulites já não estão mais tão aparentes. Aprovei o resultado e indico o tratamento para quem me pergunta”, finaliza Ana.

Contraindicações

Ingrid Peres explica que gestantes, pessoas com hipertensão, diabetes, feridas abertas, processos tumorais e alterações vasculares (trombose, tecido isquêmico) não podem aderir à técnica.

As demais, porém, interessadas em reduzir a gordura localizada, tratar a celulite e a flacidez da pele, têm bons motivos para buscar o tratamento!

Vale destacar que, como todo procedimento estético, a colaboração da paciente é fundamental. As sessões de Manthus devem estar associadas a uma alimentação saudável, ao consumo de bastante água e à prática de atividades físicas. Afinal, esses fatores estão intrinsecamente ligados e são o caminho certo para mulheres que buscam uma pele e um corpo mais bonitos.

Agende uma sessão pelo what's up 981818384

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Carboxiterapia elimina Gordura, Celulite e Flacidez



A carboxiterapia consiste na aplicação de injeções de gás sob a pele para eliminar marcas de celulite, estrias, gordura localizada e também para eliminar flacidez da pele.

O gás da carboxiterapia funciona melhorando a circulação celular e a oxigenação dos tecidos. A sua aplicação é ampla pois quando aplicado no rosto, aumenta a produção de colágeno, já nas nádegas reduz a celulite e também combate a gordura localizada, destruindo as células de gordura.

O único profissional capacitado para realizar a carboxiterapia é o fisioterapeuta especialista em dermatofuncional que possui habilitação para realizar a técnica e curso de primeiros socorros para poder socorrer o paciente, caso seja necessário.



Carboxiterapia dói?

A aplicação da carboxiterapia realmente dói, pois a entrada do gás sob a pele proporciona um ligeiro descolamento da pele, provocando dor. Por isso, recomenda-se iniciar as sessões com menos gás, para que a paciente vá se acostumando aos poucos com a técnica.
A dor pode durar algumas horas e vai diminuindo aos poucos, assim como o inchaço local.

Preço da carboxiterapia

O preço da carboxiterapia pode variar entre 120 e 600 reais, dependendo do número de sessões e de regiões a tratar. Assim dependendo de cada caso, o custo total das sessões de carboxiterapia também pode passar dos 600 reais.

Para que serve a carboxiterapia

A carboxiterapia está especialmente indicada para:

Celulite: reduz o inchaço local e queima a gordura da celulite devido ao aumento da circulação no local. 
Estrias: alonga os tecidos do local e preenche a região com gás, estimulando a produção de colágeno. 
Gordura localizada e flacidez: melhora a circulação sanguínea no local da injeção, facilitando a queima de gorduras. 

Além disso, a carboxiterapia também pode ser utilizada como terapia complementar à lipoaspiração, podendo ser feita em todas as regiões do corpo, inclusive nos seios.

Riscos da carboxiterapia

Os riscos da carboxiterapia são raros, no entanto, podem surgir alguns efeitos colaterais como:

Dor e inchaço no local da injeção;
Sensação de dormência ou de ardência na pele;
Pequenos hematomas na região da aplicação;
Devido à existência de alguns efeitos colaterais, a carboxiterapia está contraindicada em casos de alergia na pele, obesidade, gravidez, herpes e doença cardíaca ou pulmonar.

Quantas sessões de carboxiterapia fazer?

O número de sessões de carboxiterapia a serem feitas vai depender do objetivo do indivíduo. 

Agende uma sessão pelo what'up  981818384.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Endermologia -Tratamento eficaz para eliminar a celulite



A endermologia é um tratamento estético utilizada para eliminar a celulite e gordura localizada, especialmente na barriga, pernas e braços. O tratamento consiste em 'sugar' a pele, promovendo um deslizamento e descolamento da pele e da camada de gordura, da fáscia que recobre os músculos para melhorar a circulação sanguínea, eliminando a retenção de líquidos, moldando o corpo e tornando a pele mais brilhante e macia.

Normalmente, a endermologia é feita por um fisioterapeuta através com um aparelho específico de vácuo e ultrassom que estimula o fluxo de sangue, desmancha os nódulos de celulite e elimina as toxinas. No entanto, essa técnica também pode ser usada com ventosas de vidro ou de silicone sendo fácil de ser aplicada em casa, durante o banho, por exemplo.

Indicações para fazer endermologia

A endermologia é indicada para o tratamento da celulite, gordura localizada, tonificação da pele, silhueta mais delgada ou após a cirurgia plástica, por exemplo. Ela é muito útil para descolar uma cicatriz aderida, uma situação muito na cicatriz da cesariana, por exemplo.
Esta técnica ajuda ainda a desfazer as fibroses que são os tecido endurecidos que se formam por baixo da cicatriz ou após a lipoaspiração quando a região tratada fica com pequenas ondulações onde a cânula passou.

Como funciona a endermologia

A endermologia é uma técnica que consiste na realização de uma massagem vigorosa com um aparelho específico, que não causa dor e ajuda a eliminar a celulite. Esta técnica é bastante segura e deve ser feita por cerca de 2 meses para se obter resultados.

Quando surgem os resultados

Normalmente, os resultados da endermologia surgem após 10 a 15 sessões de 30 minutos, cerca de duas vezes por semana.

Contraindicações 

As contraindicações da endermologia estão relacionadas com o aumento da circulação e, por isso, está contraindicada no caso de trombose, infecções ou inflamações locais, problemas respiratórios, doenças renais e problemas no fígado, diabetes e problemas na circulação sanguínea.
Além destas contraindicações, as mulheres grávidas também não devem recorrer à endermologia.
Geralmente, a endermologia não causa complicações, sendo que após as sessões de endermologia, se pode sentir aumento da sensibilidade ou surgimento de hematomas, sendo que o terapeuta deve ser avisado.

Agende uma sessão pelo what's up 981818384

CONSCIÊNCIA CORPORAL DIMINUI RISCO DE QUEDAS



No período da gestação, é muito importante ter consciência corporal, pois ela te ajudará a conhecer melhor as mudanças do seu corpo, irá ajudar a passar por esse período da gravidez de maneira mais saudável e sem dores, aumentando a flexibilidade e melhorando a respiração, o que resultará em mais qualidade de sono e diminuirá a sobrecarga da coluna.

O Pilates também pode ser feito após o parto, um período em que as mulheres ainda se sentem muito sensíveis. É recomendado também para quem quer perder peso, mas é sempre indicado conciliar alimentação balanceada, exercícios aeróbicos e drenagem linfática.

O Pilates atua na recuperação do assoalho pélvico e ajuda a promover uma rápida recuperação do corpo, que já não é mais como era antes da gestação. O Pilates feito em grupo, por exemplo, vai estabelecer um convívio com outras pessoas, além de proporcionar um tempo só para você cuidar de si mesma.

Para um idoso, uma simples atividade física ou alguns movimentos do dia a dia requer um grande esforço, porque, com o passar dos anos, as capacidades funcionais diminuem fazendo com que a postura e o equilíbrio piorem. A diminuição de quedas com a prática do Pilates melhora a expectativa e a qualidade de vida, porém requer força de vontade, disciplina e prática.

Com base na prática de atividades físicas, nosso corpo sofre por mudanças de adaptação, devido a exercícios que não estava acostumado a fazer. Cria-se então, maior consciência corporal, o que ajuda a desenvolver posturas melhores no dia a dia. Tomando consciência entre as conexões do corpo e da mente, passamos a relaxar mais e a liberar as tensões, preocupações, estresse e tudo o que causa mal ao corpo.

Agende uma aula experimental pelo telefone ou what's up 981818384

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Radiofrequência: tratamento estético é indicado para rugas, flacidez, gordura localizada e celulite



O método usa o aquecimento da pele para estimular o colágeno e aumentar o metabolismo celular

O que é radiofrequência

A radiofrequência foi usada pela primeira vez no século XIX pelo físico francês Jacques-Arsène D'Ansorval e vem sendo utilizada ate hoje nas práticas da dermatologia estética. A radiofrequência tornou-se um padrão de tratamento estético com muitas indicações, devido à sua versatilidade, eficácia e segurança.

A técnica age através da geração de calor no tecido embaixo da pele, que induz a produção de novas fibras de colágeno e melhora o aspecto da pele. "Para isso, são emitidas correntes de alta frequência, que contam com uma tensão aproximada de 30.000 a 40.000 Volts e com frequência de 1560 a 200 kilohertz", explica a dermatologista Ana Paula Jordão, da clínica Vivid.

Indicações da radiofrequência

"Dentre as indicações mais comuns para a radiofrequência, estão: melhora da flacidez da pele, redução derugas, redução da celulite, tratamento de cicatriz de acne e estrias", explica a dermatologista Elvira Cancio Assumpção, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Como é feita a radiofrequência

Inicialmente a pele deve ser higienizada com água e sabonete ou óleo de limpeza. Em seguida será aplicada vaselina na área a ser tratada caso seja parte do corpo ou gel de condução quando a área de tratamento for facial. Através dos aplicadores posicionados na pele, são realizados disparos de radiofrequência no local tratado. Após se retira o material aplicado e termina a sessão.

A radiofrequência trata rugas e flacidez da pele
A técnica não é invasiva e causa efeitos apenas na área de tratamento. O objetivo de cada sessão é elevar a temperatura da pele e do tecido subcutâneo até 39°C a 42°C e mantê-la por um período de 14 minutos. Após o tratamento é retirado o gel ou a vaselina da pele.

O transdutor (ponteira) deve ser movimentado o tempo todo a fim de distribuir bem o calor por toda a pele. Durante o tratamento é medida a temperatura da pele diversas vezes para garantir que ela chegue a 40-42 graus Celsius e não ultrapasse esse nível de temperatura. A radiofrequência pode ser realizada em todas as regiões do corpo e face.

Atuação na gordura localizada

O calor profundo, proporcionado pela radiofrequência, atua na célula de gordura, melhorando seu metabolismo, aumentando a oferta e a difusão de nutrientes, diminuíndo o estoque de energia (triglicérides) e contribuindo para a redução de seu volume.

Atuação na celulite

A radiofrequência atua na inflamação causada pela celulite no tecido adiposo. Com a melhora da gordura localizada, um dos pilares para a formação da celulite, acontecerá a melhora do aspecto da celulite. Em adição, em técnicas em que o vácuo está associado o método funciona também como uma drenagem linfática, contribuindo para a redução de toxinas nos tecidos.

Atuação no colágeno

O aparelho de radiofrequência aquece o tecido através da corrente elétrica, ocorrendo a produção da temperatura acima do normal, que gera a contração imediata do colágeno e remodelação da fibra de colágeno e elastina já existentes. Após o tratamento observa-se o estímulo dos fibroblastos para produção de novo colágeno.

Radiofrequência Monopolar

Na radiofrequência monopolar a corrente elétrica é emitida através de um eletrodo aplicado na área de tratamento e retorna ao gerador através de um eletrodo de dimensões maiores localizado à distância, podendo atingir uma profundidade de até 6 milímetros. Um exemplo dessa modalidade é o aparelho Spectra da marca Tonederm, e o Thermage.

Sessões

A radiofrequência também age no tratamento da gordura localizada
São necessárias de três a dez sessões em cada região tratada. O número de sessões dependerá do objetivo a ser alcançado, da alteração apresentada e da resposta individual de cada paciente. Para manutenção do resultado, devem ser realizadas novas sessões de radiofrequência anualmente.

Cada sessão dura de 20 a 40 minutos.

Cuidados antes da radiofrequência

Não é necessário nenhum cuidado específico antes da radiofrequência.

Cuidados após a radiofrequência

Proteção solar

O protetor solar é recomendado todos os dias, mas deve ser aplicado depois de pelo menos uma hora da realização do procedimento.

Cosméticos

O uso de cosmético e maquiagem está liberado uma hora após o procedimento.

Contraindicações

Qualquer doença de pele na área tratada, uso de marca-passo, desfibrilador, ou qualquer implante eletrônico contraindica o tratamento com radiofrequência. Coagulopatias, sangramento excessivo ou hematomas, histórico de trombose profunda e uso de medicamentos como anticoagulantes e corticoides de modo contínuo e uso de isotretinoína nos últimos seis meses também impedem o método. Pessoas com tumores malignos ativos ou recentes, doenças da tireoide descontrolada, qualquer histórico de doenças estimuladas pelo calor, como a herpes, no local a ser tratado, desordem endócrina, como diabetes e HIV também não podem passar por sessões de radiofrequência. 

Grávida pode fazer?

Gestantes não podem fazer o tratamento com radiofrequência.

Possíveis complicações/riscos da radiofrequência

O risco da aplicação de radiofrequência está relacionado a queimaduras geradas pelo calor emanado pelo aparelho. Para evitar a complicação, é necessário que o aparelho esteja bem calibrado e a técnica seja realizada da maneira correta.

Resultados

Os resultados da radiofrequência aparecem a partir da terceira sessão
Os resultados são rápidos e progressivos e começam a aparecer a partir da terceira sessão, dependendo de vários fatores, como idade, local de aplicação, grau de flacidez, número de sessões e manutenção dos resultados obtidos.

Agende sua sessão pelo telefone ou what's up 981818384!!!


ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E PILATES: O SEGREDO QUE AJUDA SEU CORAÇÃO



A alimentação saudável é muito importante para a prevenção de diversos problemas, principalmente os cardíacos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares (aquelas que afetam o coração e a corrente sanguínea) são consideradas como a principal causa de morte no Brasil e no mundo!

Por isso, devemos prevenir e cuidar do nosso órgão principal e, como já dizia o velho ditado: “é melhor prevenir do que remediar”.

Há diversos fatores que podem prevenir ou favorecer o desenvolvimento dessas doenças, a maioria relacionada ao estilo de vida que levamos.

A alimentação saudável aliada à prática de exercícios físicos regulares, como por exemplo, a aplicação do método Pilates, estão relacionadas às mudanças no estilo de vida que podem evitar o desenvolvimento das doenças do coração.

Dentre os fatores de risco para as doenças cardiovasculares estão o sedentarismo e o baixo consumo de frutas, verduras e legumes.

Sendo assim, temos que ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas que nos identificamos para que tenhamos uma vida saudável e livre de doenças.

Quais os nutrientes principais para prevenir doenças do coração

Existem determinados nutrientes que podem ser considerados como fator de risco ou proteção contra as doenças cardiovasculares.

Como regra, devemos evitar o consumo excessivo de gorduras saturadas, as chamadas gorduras más, que estão presentes em alimentos de origem animal, como carnes e leites, e nos produtos industrializados.

Este tipo de gordura tem a capacidade de elevar o colesterol do nosso sangue.

Por outro lado, existem diversos nutrientes que, além de prevenir doenças do coração, podem nos auxiliar a ter um estilo de vida mais saudável, por exemplo, as gorduras monoinsaturadas que são as gorduras boas.

Essas gorduras monoinsaturadas podem ser encontradas no azeite, avelã, amêndoa e abacate, ajudando a diminuir o colesterol do nosso sangue.

As gorduras poli-insaturadas, também chamadas de gorduras boas e conhecidas por ômega 3 e ômega 6 também são eficazes na prevenção.

O ômega 6 é encontrado em óleos vegetais como o óleo de milho e soja. Já o ômega 3 é encontrado em peixes de águas frias e profundas como o salmão, arenque, atum e sardinha.

As castanhas, amêndoas, avelãs e nozes também estão relacionadas ao risco reduzido de doenças do coração.

É importante lembrar que o consumo de alimentos fontes de fibras alimentares como as frutas, verduras e legumes e cereais integrais devem fazer parte da nossa rotina de alimentação saudável com o intuito de prevenir doenças.

Pilates e saúde do coração

O Método Pilates é uma atividade que trabalha a força, flexibilidade e resistência, além de aumentar a capacidade respiratória.

E, como toda atividade física, faz bem para a saúde mental e alivia o stress devido à produção de endorfina liberada através dos exercícios, que é uma substância que nos dá a sensação de prazer e bem-estar.

Além disso, o Pilates é umas das formas de exercício mais completas para a saúde como um todo.

O Método tem potencial de prevenir os fatores de risco para doenças do coração, pois concilia exercício postural e de concentração, com foco nas musculaturas das costas e abdome.

Já sabemos também que o Pilates é capaz de reduzir a gordura abdominal que é perigosa e pode trazer maus efeitos para o funcionamento do nosso coração e de diversos outros órgãos.

O Pilates também auxilia na redução dos níveis de pressão arterial através das técnicas de respiração que resultam no relaxamento do organismo e, como consequência, há a redução na pressão arterial.

Sendo assim, praticar o Método e realizar uma alimentação saudável pode ajudar (e muito) para a melhoria da saúde.

O papel da alimentação na prevenção das doenças cardiovasculares

Segundo a American Heart Association, o consumo de frutas verduras e legumes e cereais integrais, como arroz, pães e massas integrais, são importantes pela presença de fibras alimentares, antioxidantes e outras substâncias capazes de prevenir e controlar as doenças cardiovasculares.

Além disso, outros diversos nutrientes estão envolvidos na prevenção e no desenvolvimento das doenças cardiovasculares, por isso é importante ter uma alimentação saudável.

Para a proteção contra essas doenças, recomenda-se também a manutenção do peso saudável auxiliado pela atividade física regular, como por exemplo, a prática do Método Pilates e o consumo moderado de gorduras, evitando assim, o consumo excessivo de calorias.

Alimentação saudável X Pilates

Diversos estudos já mostraram a importância da alimentação saudável e da atividade física regular na redução dos fatores de risco das doenças cardiovasculares.

Em relação à alimentação devemos enfatizar o consumo de uma dieta balanceada e não o consumo de nutrientes específicos, já que diversos alimentos possuem fatores benéficos à nossa saúde. Sempre lembrando que o equilíbrio e a variedade são as melhores escolhas.

Com relação ao Pilates, somente o instrutor, poderá analisar individualmente você praticante do Método e adequar a atividade para que você possa aproveitar dos benefícios que os exercícios têm para o seu coração.

Lembrando que alimentação e atividade física devem sempre ser tratadas com individualidade, já que cada ser humano é único e tem suas preferências e particularidades.

Recomendações gerais

Além de todos os alimentos que falamos, recomenda-se também o consumo moderado de:

  • Sal e açúcar;
  • Evitar preparações gordurosas;
  • Preferir alimentos assados, cozidos ou grelhados.
  • Dar preferência a alimentos naturais, evitando os industrializados,;
  • Consumir álcool com moderação;
  • Abandonar o tabagismo.
  • É importante também lembrar-se da hidratação, já que a água é fundamental para a manutenção das funções do nosso organismo, principalmente quando praticamos Pilates.


Conclusão

O mês de setembro foi marcado como o mês que enfatiza o cuidado com o nosso coração, porém devemos lembrar-nos de cuidar dele em todos os meses do ano.

Vimos que a prática do Pilates aliada a uma alimentação saudável é capaz de prevenir não só as doenças cardiovasculares, como também diversas outras doenças.

O Pilates é um auxílio através do combate ao sedentarismo, na perda de peso e também na redução da gordura abdominal que é perigosa, pois envolve diversos órgãos importantes.

A alimentação equilibrada diminui os níveis de colesterol sanguíneos.

Unidos, o Pilates e a alimentação saudável são capazes de reduzir a pressão arterial e nos manter em um estilo de vida mais saudável, livre de doenças e com qualidade de vida, que é o que mais queremos.

Na dúvida, procure um médico e um nutricionista. Cuide-se!

Fonte: Revista de Pilates 

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

VIDA FITNESS: DESCUBRA PORQUÊ O PILATES É IDEAL PARA VOCÊ



Hoje em dia, as pessoas vêm se preocupando mais com sua saúde, adquirindo uma vida fitness com hábitos mais saudáveis.

Porém, nem sempre é tão fácil levar uma vida regrada para que o corpo possa se manter em forma, até porque, não são todos que gostam de atividades como a musculação, por exemplo.

Para ter uma vida fitness, é necessário estar sempre em dia não só com a alimentação, mas também com as atividades físicas, podendo ser elas de alta ou baixa intensidade.

Por isso, o Pilates também pode ser um grande influenciador para essa conquista da vida fitness, ajudando não só a manter a forma, mas garantindo saúde para aqueles que o praticam.

Sendo assim, vamos descobrir agora o que é a vida fitness, como alcança-la e porque o Pilates é ideal para quem procura ter hábitos mais saudáveis.

O que é ter uma vida fitness?

A palavra fitness vem do Inglês e quer dizer aptidão, capacidade e sarado, ou seja, uma pessoa fitness é uma pessoa que se encontra em boa forma.

Sendo assim, uma pessoa que possui uma vida fitness é considerada como alguém que possui hábitos que a mantém em boa forma.

Ser uma pessoa fitness é ter uma vida voltada para o seu bem-estar corporal e mental, onde através de seus hábitos, ela cria uma rotina saudável, garantindo a melhora constante da sua forma corporal.

Porém, ter uma vida fitness não é tão simples como parece, pois, esses hábitos exigem muita dedicação por parte do indivíduo, até porque, sua rotina deve ser baseada em uma boa alimentação e a prática de atividades físicas regularmente.

Mas quando o corpo começa a alcançar os benefícios da vida fitness, a autoestima do indivíduo se eleva e faz com que ele busque estar sempre em dia com seus exercícios e outros hábitos saudáveis melhorando seu condicionamento e saúde em si.

Como conquistar uma vida fitness

Como já dito anteriormente, conquistar uma vida saudável não é tão fácil quanto parece, pois é necessário muita dedicação e força de vontade para que os resultados possam ser alcançados.

Comece mudando seus hábitos

Observe o que você tem feito diariamente e verifique o que pode melhorar para que a vida fitness seja alcançada.

Planeje uma planilha ou calendário alimentar

Faça uma consulta com um nutricionista, ele irá te indicar a melhor dieta para você seguir de acordo com suas necessidades.

Siga uma rotina alimentar e anote tudo que você tem ingerido em excesso e que pode ser evitado. Este calendário ou planilha alimentar pode servir para que você veja suas mudanças alimentares e seus possíveis deslizes, tentando superá-los diariamente.

Pratique atividades físicas

Praticar atividades físicas regularmente é essencial para uma vida fitness, pois os exercícios podem ajudar diretamente na tonificação e boa forma física.

Desta forma, procure alguma atividade que te faz bem para que você possa usa-la diariamente como forma de conquistar seus objetivos.

Planeje os seus objetivos

Tenha em mente o que você quer e o que precisa para que a sua vida fitness seja alcançada, desta forma, você irá traçar objetivos que irão te levar aos resultados desejados.

É importante que este objetivo seja planejado para um longo prazo, até porque, uma vida fitness deve ser seguida pelo resto de sua vida, para que seu corpo e saúde estejam sempre em dia.

Inspire-se em algo ou alguém

Tenha alguém como inspiração, isso irá te ajudar a conquistar seus objetivos que podem ser parecidos com o de alguém.

Respeite seus limites

Entrar em forma é algo que muitas pessoas procuram, porém, antes de realizar qualquer exercício ou até mesmo começar uma dieta, é importante que você entenda os limites do seu corpo.

Não exagere na dose, comece aos poucos, o seu corpo irá se acostumar com seus novos hábitos conforme eles forem sendo realizados, por isso, comece com pequenas mudanças e vá evoluindo conforme o seu corpo for se adaptando.

Como o Pilates ajuda a garantir uma vida fitness

O Pilates, é um Método que possui uma grande diversidade de exercícios que podem ser praticados tanto em solo quanto em aparelhos.

Seus movimentos garantem diversos benefícios para o corpo e para a mente, melhorando o bem-estar e saúde daqueles que o praticam.

Quando praticado com o objetivo de manter uma vida fitness, o Pilates pode ser uma ótima atividade física, isso porque seus exercícios trabalham todo o corpo afim de fortalecer e tonificar a musculatura.

Mesmo não sendo a sua principal função, o Pilates também auxilia para o emagrecimento por conta das calorias que são gastas durante a realização dos movimentos.

Todo esse processo ocorre de forma gradativa e seu corpo é trabalhado conforme você for ficando mais avançado no Método, assim todos os resultados são alcançados de forma correta sem riscos de lesões ou fraturas.

O Pilates além de ser uma atividade física importante para a melhoria do condicionamento, ele também atua diretamente para o relaxamento através da respiração que é trabalhada constantemente no Método.

Esse relaxamento auxilia para um imenso bem-estar, além de colaborar também na prevenção de possíveis problemas emocionais como a depressão e a ansiedade.

Benefícios do Pilates

Além de ser uma ótima atividade física para pessoas que procuram ter uma vida fitness, o Pilates também pode garantir outros diversos benefícios, confira abaixo:

  • Melhora o condicionamento físico;
  • Melhora a postura;
  • Aumenta a força;
  • Melhora a respiração;
  • Reabilita o corpo;
  • Previne futuras lesões;
  • Aumenta a flexibilidade;
  • Melhora a coordenação motora;
  • Aumenta o bem-estar;
  • Colabora para a melhora da autoestima;
  • Promove o emagrecimento;
  • Tonifica o corpo;
  • Evita problemas emocionais.

Sendo assim, praticar Pilates tem muitas vantagens, por isso, ele é ideal para você, independentemente da sua condição corporal.

Conclusão

Para ter uma vida fitness é necessário muita dedicação para que novos hábitos possam ser adquiridos.

Ter uma boa alimentação e praticar exercícios é muito importante para manter a boa forma e viver uma vida mais saudável.

Além disso, praticar Pilates também ajuda muito na garantia de uma vida fitness, isso porque os exercícios do Método atuam no corpo como um todo, garantindo diversos benefícios.

Fonte: Revista Pilates

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Carboxiterapia: tratamento para estria, celulite e gordura localizada


Tratamento com gás carbônico estimula a circulação sanguínea



O que é a carboxiterapia

Carboxiterapia trata estrias, celulite e gordura localizada
A carboxiterapia é um tratamento estético realizado através da infusão de gás carbônico em diferentes camadas da pele. O método é usado desde 1777 para tratamentos da pele e, desde as primeiras observações científicas, mostrou eficácia em regeneração dos tecidos e melhora da circulação sanguínea.

Outros nomes

CO2terapia.

Como é feita a carboxiterapia


A carboxiterapia é feita com o uso de um aparelho acoplado a um cilindro de gás carbônico medicinal. Este equipamento regula a vazão do gás (que pode atingir, no máximo, 80ml de gás por minuto) para uma seringa com agulha de calibre mínimo. A profundidade da aplicação da agulha varia em cada caso. "Para tratamento de celulite a agulha é inserida entre a pele e a gordura, já no tratamento da estria, o gás carbônico é aplicado dentro da cicatriz", explica o cirurgião plástico André Colaneri, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Para quê serve a carboxiterapia

O gás carbônico atua dilatando os vasos sanguíneos e estimulando a formação de novos vasos sanguíneos, promovendo melhor irrigação de sangue nos tecidos e, consequentemente, melhor oxigenação da região tratada. O gás carbônico atua também no rompimento de fibroses do tecido subcutâneo. Alguns estudos mostram o favorecimento de formação de colágeno e elastina e efeito lipolítico (quebra das células de gordura) decorrente da carboxiterapia.

O cirurgião plástico André Colaneri recomenda, principalmente, o uso da carboxiterapia para o tratamento da celulite. "O desenvolvimento da celulite passa por três fatores: edema, gordura e fibrose - a carboxiterapia é o único tratamento que atua nesses três níveis", explica. O edema é resolvido pela dilatação dos vasos e otimização da circulação, a fibrose é rompida pela injeção de gás, e a gordura mais facilmente queimada pelo aumento do metabolismo que ocorre no local. "É o tratamento mais completo em comparação com outros, como endermologia e drenagem linfática, por exemplo", conta o cirurgião plástico.

No caso da estria, o gás carbônico atua distendendo o tecido desta cicatriz - a elevação visível durante o tratamento. O descolamento preenche essa região de gás carbônico e estimula a formação de colágeno no local. André Colaneri conta que os benefícios são muito mais visíveis para estrias novas, avermelhadas. Estrias brancas são mais antigas e fibras elásticas que já estão totalmente rompidas não se regenerarão. Da mesma maneira a carboxiterapia atua no tratamento de cicatrizes e no tratamento de fibroses decorrentes de cirurgias plásticas, como a lipoaspiração, por exemplo. "O ácido carbônico rompe a fibrose e ameniza irregularidades", explica.

A dermatologista Daniela Landim, pós-graduada em medicina estética, conta que, no caso das olheiras, a carboxiterapia estimula a melhora da circulação e formação de novos vasos sanguíneos que amenizam a aparência escurecida. Para a flacidez da pele, o benefício está na formação de colágeno e elastina.

Segundo o cirurgião plástico André Colaneri, os resultados da carboxiterapia no tratamento da gordura localizada são mais discretos. Além de melhorar a circulação e a queima de gordura no local, a carboxiterapia, segundo estudos publicados no ano de 2001 no periódico Aesthetic Plastic Surgery, promove a quebra das células de gordura a partir da estimulação de seus receptores beta adrenérgicos.

Profissionais que podem aplicar a carboxiterapia

Por se tratar de um procedimento invasivo - que perfura a pele através da injeção - a carboxiterapia só pode ser realizada por médicos. A sugestão do cirurgião plástico André Colaneri é que a carboxiterapia seja feita por profissionais especializados em estética.

Contraindicações da carboxiterapia

A carboxiterapia está contraindicada em casos de infecção ativa na região a ser tratada e doença pulmonar que cause retenção de gás carbônico, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Número de sessões de carboxiterapia

Os resultados aparecem progressivamente e são mais visíveis entre cinco e dez sessões de carboxiterapia. Em cada caso é recomendada uma periodicidade. De maneira geral, o tratamento para celulite pode ser feito em dias alternados e a carboxiterapia para estrias e cicatrizes deve ser feita uma vez por semana. Em cerca de 20 minutos o gás carbônico é absorvido pelo corpo, portanto, não há acúmulo deste na pele. É possível tratar mais de uma região por sessão, de acordo com critério médico.

Resultado da carboxiterapia

Os resultados são mais pronunciados para graus iniciais de celulite, em casos avançados o tratamento traz resultados mais discretos. O cirurgião André Colaneri lembra que nenhum tratamento é capaz de eliminar completamente a celulite, apenas é possível amenizá-la.

Os resultados podem permanecer por tempo indeterminado, dependendo dos hábitos de vida do indivíduo. Pessoas com hábitos saudáveis, que se exercitam regularmente, têm alimentação balanceada e estão dentro do peso normal apresentam menor recorrência do problema. Assim vale para o agravamento da celulite e aparecimento de novas estrias.

O cirurgião plástico André Colaneri lembra que mulheres tem maior propensão, devido aos hormônios femininos, ao desenvolvimento de celulite, por isso são mais suscetíveis ao seu reaparecimento. O especialista recomenda ainda sessões esporádicas para manutenção da carboxiterapia.

Dor durante a carboxiterapia

A carboxiterapia costuma ser um tratamento doloroso. A dor ocorre devido à injeção, a aplicação do gás e à distensão dos tecidos (no caso das fibroses, por exemplo). A dor costuma ser maior quando o gás é aplicado em temperaturas mais baixas, alguns equipamentos aquecem o gás.

Efeitos adversos da carboxiterapia

"Como a técnica é feita com injeção, podem ocorrer pequenos hematomas com resolução em poucos dias", explica a dermatologista Daniela Landim. Nesse caso a dermatologista recomenda o uso de proteção solar até que o hematoma desapareça, evitando manchas. Casos de embolia gasosa (bloqueio de vaso sanguíneo por gás) só ocorrem caso a técnica seja mal feita e atinja um vaso sanguíneo. A dermatologista Daniela Landim lembra que o gás próprio para o procedimento é atóxico e não embólico.

Agende sua sessão pelo telefone 51 981818384

O QUE SÃO VARIZES NAS PERNAS? SAIBA DE QUE FORMA O PILATES ATUA NESTE PROBLEMA



As varizes nas pernas são um dos maiores tormentos na vida do brasileiro, onde estima-se que existam mais de 2 milhões de casos por ano.

Este problema pode acometer tanto mulheres quanto homens, causando sinais arroxeados na perna e em alguns casos a dor.

Tratar as varizes nas pernas, não é apenas um procedimento estético e sim algo que melhora também a saúde, até porque, uma pessoa que tem varizes pode piorar o quadro, causando problemas maiores.

Mas você sabia que o Pilates também pode ajudar para o tratamento das varizes nas pernas?

Neste texto você irá entender o que são as varizes, o que causa este problema e como o Pilates pode ajudar para o tratamento do mesmo.

O que são as Varizes nas pernas?

As varizes em si, são veias torcidas e dilatadas causadas pelo mal funcionamento das válvulas, podendo afetar principalmente as pernas e os pés por conta do longo tempo em pé, sentado ou até mesmo parado.

Estas válvulas são as responsáveis por impedir o sangue das pernas de fluir de volta para baixo no momento em que o coração bombeia sangue para o corpo.

Essas válvulas fazem um movimento de abrir e fechar, auxiliando para o retorno do sangue nas veias. Porém, quando elas não fazem o seu devido trabalho, as veias ficam dilatadas criando então a varizes.

Existem três tipos de varizes sendo diagnosticadas das mais simples até as mais severas sendo:

Aranhas vasculares: são as pequenas veias roxeadas, popularmente conhecidas como “vazinhos”. Elas são a forma inicial do problema e caracterizam-se por pequenas veias que ficam logo embaixo da pele.

Varizes: quando as aranhas vasculares viram varizes, é sinal de que as dificuldades do sangue voltar o seu trajeto já atingiu veias maiores, gerando assim um agravamento do problema.

Edema: quando surgem os edemas, é sinal de que existem muitas varizes formando então inchaços nas pernas. Esses inchaços podem causar cãibra, sensação de queimação, sensação de peso e dor no trajeto das varizes.

Qualquer veia pode se tornar varicosa, desta forma, qualquer um está sujeito a adquirir este problema.

Apesar de ser uma preocupação principalmente estética para a maioria das pessoas, as varizes nas pernas podem causar dor e incômodo, ou até mesmo evoluir para problemas maiores de circulação.

Além disso, as varizes em si podem também evoluir para um quadro de trombose que acontece quando se forma um coágulo sanguíneo na veia.

Desta forma, é importante estar atento às dores principalmente na região da perna, que é o lugar mais afetado pelas varizes.

Quais são os fatores de risco que podem desencadear as varizes nas pernas?


Existem diversos fatores de risco que podem levas às varizes nas pernas como:

  • Sexo feminino – a progesterona (hormônio encontrado na mulher), podem causar a dilatação das veias favorecendo para o surgimento das varizes
  • Anticoncepcional a base de progesterona – exatamente pelo motivo anterior, os anticoncepcionais à base de progesterona também podem auxiliar para o surgimento das varizes.
  • Idade – conforme a idade vai chegando, as válvulas vão deixando de realizar o seu devido serviço, desta forma torna-se mais provável ter varizes conforme a idade torna-se avançada.
  • Histórico familiar – a genética também é uma grande causa de varizes, isso pois existem componentes na genética familiar que pode contribuir para o aparecimento da mesma.
  • Obesidade – quando uma pessoa se encontra acima do peso, a pressão sobre a veia aumenta, desta forma, é mais fácil haver o dilatamento da mesma criando então as varizes.
  • Tabagismo – o tabagismo é um grande agressor dos vasos sanguíneos, desta forma, ele pode prejudicar a saúde do ser humano e colaborar para o aparecimento das varizes.
  • Sedentarismo – ficar parado diminui o retorno venoso, ou seja, colabora para a diminuição do bombeamento cardiovascular, e automaticamente, colaborando para as varizes.
  • Gravidez – com a gravidez, o corpo da mulher passa a produzir mais hormônio, além de exercer um volume maior do sangue, podendo então gerar as varizes.
  • Traumas – qualquer pessoa que venha a sofrer algum tipo de lesão que prejudique as veias, pode ter varizes.


Muito tempo parado ou com as pernas sobradas – a mesma explicação funciona para quando uma pessoa está sedentária, já com as pernas dobradas, o sangue fica em uma luta constante para vencer a gravidade, assim, esse processo pode acabar não sendo feito com qualidade gerando então as varizes nas pernas.

Condições que aumentam a pressão no abdômen – problemas como doenças do fígado ou insuficiência cardíaca também podem levar o indivíduo a ter varizes.

Quais os sintomas das Varizes nas pernas?



Quando o indivíduo passa a ter varizes nas pernas, ele pode ter alguns sintomas relacionados a este problema como:

  • Dores e desconfortos na perna;
  • Inchaço nos calcanhares;
  • Sensação de peso nas pernas;
  • Cãibras noturnas;
  • Sensação de queimação;
  • Vasos sanguíneos inchados;
  • Escurecimento da pele;
  • Coceira na pele sobre a veia varicosa;
  • Pele seca e esticada.


Sendo assim, é importante estar atento a todos os sintomas para que um possível tratamento possa ser feito com antecedência, evitando futuros problemas.

Evitando as varizes nas pernas

Apesar de ser um pouco difícil evitar que as varizes apareçam, existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar esse problema:

Mexa-se: pratique exercícios físicos diariamente, movimente as pernas, principalmente se você fica muito tempo sentado. Fazer exercício. Priorize atividades físicas que tenha bastante mobilidade e que não force muito o corpo.

Eleve as pernas: antes de dormir ou até durante o dia quanto tiver um tempo, deixe suas pernas elevadas para que possa ser feita a facilitação da circulação sanguínea nas pernas. Colocar uma almofada debaixo dos pés é uma das opções para realizar esta elevação.

Mergulhe as pernas em água fria: a agua fria estimula a circulação sanguínea quando em contato com o corpo, desta forma ela irá ajudar nesse processo de circulação nas pernas, evitando então as varizes.

Evite sapatos de salto alto: use sapatos confortáveis que não vão forçar a pressão na perna, isso irá ajudar na prevenção.

Evite o tabagismo: o tabagismo é um dos grandes aliados para o aparecimento das varizes nas pernas, quando ele é evitado, as chances deste problema aparecer também diminuem.

Evite anticoncepcionais à base de progesterona: esse hormônio é um dos grandes causadores das varizes nas mulheres, sendo assim, quando aplicadas ou ingeridas bases hormonais deste tipo, eles aumentam muito os riscos de varizes.

Tenha uma alimentação à base de fibras: elas são muito importantes para a melhora da circulação sanguínea, desta forma também ajudando na prevenção contra as varizes.

Como o Pilates pode ajudar no tratamento das varizes nas pernas?

Por conter movimentos suaves e de grande relaxamento, o Pilates pode ser indicados para o tratamento de diversos problemas como é o caso das varizes nas pernas.

Os exercícios do Método não possuem impactos e ajudam no fortalecimento, condicionamento físico, circulação e outros diversos aspectos.

Por trabalhar a circulação sanguínea, o Pilates ajuda no tratamento das varizes evitando dores e colaborando para e melhora significativa do quadro clínico.

Desta forma, o indivíduo fica mais saudável e consequentemente de bem com a vida.

O Pilates também pode ser associado com a caminhada para auxiliar neste tratamento, onde um complementa o outro trazendo melhoras para a circulação.

Sendo assim, o Pilates é sim recomendado e um grande aliado para as varizes nas pernas.

Mas lembre-se: é importante que haja uma liberação médica para que os exercícios possam começar a serem praticados, além disso, procure sempre pedir o auxílio do seu instrutor, para que esses movimentos possam ser realizados corretamente.

Conclusão

As varizes são um problema que afeta não só a estética, mas também a saúde do corpo, desta forma ela pode incomodar a vida do ser humano.

Com o Pilates, o indivíduo pode realizar um grande tratamento para essas varizes nas pernas, além de garantir também outros diversos benefícios.

Sendo assim, você agora tem mais um grande motivo para começar as suas aulas e garantir mais saúde para a sua vida!