quinta-feira, 30 de junho de 2016

A importância da Avaliação Postural na Prática do Pilates



Um bom planejamento vem através de um bom diagnóstico.

Como montar uma boa aula de Pilates sem antes ter um diagnóstico postural de seu aluno? Esse é o desafio do instrutor de Pilates.

Muitos, por falta de tempo ou espaço físico, realizam apenas uma entrevista com seu aluno, mas o profissional que consegue realizar uma avaliação postural, sem dúvida irá montar um treinamento muito mais específico e objetivo.

A avaliação é um processo pelo qual podemos, subjetivamente e objetivamente, exprimir e comparar critérios. Ela determina a importância ou valor da informação coletada e classifica os avaliados, mas o importante é não comparar o avaliado com a média populacional e sim ele com ele mesmo.

Existe a avaliação postural estática e dinâmica, cada uma com suas características. Um grupo de estudantes pesquisou qual seria a melhor maneira de avaliação postural e concluiu que a melhor forma é realizar as duas avaliações juntas. Normalmente a avaliação dinâmica acaba confirmando as observações da avaliação estática.

Cada profissional, seja ele educador físico ou fisioterapeuta, irá abordar o tipo de avaliação que melhor lhe representar.

 Saber interpretar os dados é fundamental para prescrever com qualidade, ou seja, um bom planejamento vem através de um bom diagnóstico.

Em uma avaliação do Pilates sugere-se observar força geral, organização, amplitude de movimento e mobilização articular. Por isso não usamos testes clássicos da musculação, como, por exemplo, quantos abdominais ou quantas flexões meu aluno faz em um minuto. No Pilates, trabalha-se de outra maneira e esse tipo de teste, ao meu ver, não ajuda, portanto é necessário realizar testes específicos para o método Pilates. Testes estes que serão úteis na programação do planejamento de aula do seu aluno.

Após realizar a avaliação verifico quais os problemas posturais que o aluno possui, quais as limitações, fraquezas musculares, encurtamentos, rigidez articular, etc. Verifico também, quais os objetivos do aluno com o Pilates e quais serão as estratégias que deverão ser utilizadas para o plano de aula.

Uma reavaliação deve ser feita a cada três meses, aproximadamente, para que o professor e o aluno possam ver a evolução desse treinamento e adequar qualquer modificação necessária para que o aluno continue progredindo.

Afinal, já dizia Joseph Pilates: “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo.”

Então, quando realizar a avaliação? No início, durante e no final do planejamento. Lembrando que ao finalizar o planejamento inicial, o profissional lançará novos desafios e objetivos, formando assim, um ciclo de treinamento a longo prazo, onde o aluno e o professor, juntos, irão traçando metas e objetivos para melhorar cada vez mais.

Fonte: Mais que Pilates

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.


Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!


www.fisiobeautypilates.com.br

quarta-feira, 29 de junho de 2016

PILATES É INDICADO PARA PACIENTES COM FIBROMIALGIA





A fibromialgia pode ser entendida como uma síndrome clínica dolorosa de origem e causa ainda inconclusivas. Diante da variedade de sintomas apresentados, torna-se difícil seu diagnóstico, podendo ser confundida com diversas outras doenças quando estas cursam com quadros de dor difusa e fadiga.

Além da dor difusa em musculatura esquelética e do achado físico de múltiplos pontos sensíveis, a maior parte dos pacientes com fibromialgia também relata fadiga, rigidez muscular, dor após esforço físico e alterações no sono. Pode também haver sintomas de depressão, ansiedade, deficiência de memória, desatenção, cefaleia tensional ou enxaqueca, tontura, vertigens, parestesias (formigamentos), entre diversos outros sintomas não relacionados ao aparelho locomotor.

A dor é o principal sintoma da fibromialgia, por vezes, o nível da dor é tão intenso, que interfere no trabalho, nas atividades de vida diária e na qualidade de vida dos pacientes e o seu controle é um dos grandes objetivos do tratamento.

Há diversos motivos para justificar a atividade física nesta síndrome, dentre elas o aumento de neurotransmissores como a serotonina e o aumento de hormônios como o GH (hormônio do crescimento), além de outras alterações sistêmicas que contribuem diretamente para a melhora da dor, da qualidade do sono, da fadiga, da ansiedade e de outros sintomas. Outro benefício da atividade física é a possibilidade de socialização, contribuindo por influenciar positivamente alguns aspectos psicológicos. Os exercícios físicos têm representado a intervenção não medicamentosa mais empregada e estudada na fibromialgia.

Alguns dos benefícios gerais do método Pilates é melhorar a flexibilidade do corpo e a saúde em geral, com ênfase no tronco, força, postura e coordenação da respiração com movimento, resistência muscular abdominal e equilíbrio estático e dinâmico.

No paciente com fibromialgia, o alívio da dor e a maior flexibilidade fornecida por exercícios de Pilates, pode contribuir para o desempenho físico melhorado e reduzindo as necessidades de energia para o movimento das articulações (por reduzir a tensão do tecido). Outra importante contribuição da técnica de Pilates é evitar posições que exigem recrutamento muscular desnecessário e reduzir a fadiga precoce que prejudica a estabilidade desse paciente.

O acompanhamento de um profissional qualificado para as sessões de Pilates fará com que a conduta dos exercícios seja ainda mais específica e ideal para esse paciente, com foco no trabalho de postura, alongamento e fortalecimento buscando o alívio da dor nas regiões referidas pelo paciente, como coluna lombar e cervical, que são muito afetadas, e diminuição da rigidez.

A fibromialgia não tem cura, por isso é importante que o paciente com essa síndrome seja incentivado a persistir nas sessões de Pilates e no tratamento médico, para que mantenha uma qualidade de vida ideal.

Fonte: Revista Pilates

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.


Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!




www.fisiobeautypilates.com.br

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Super Combo contra Gordura Localizada e Celulite : Manthus+Plataforma Vibratória+Endermoterapia+Drenagem Linfática Localizada

Super Combo contra gordura localizada e celulite 10 sessões com todas as técnicas Manthus + Plataforma Vibratória + Endermoterapia + Drenagem Linfática Localizada R$ 70,00, Pacote com 10 sessões à vista R$ 600,00 ou R$ 650 parcelado em até 3 x nos cartões visa, master ou american.




Aproveite o inverno para cuidar do seu corpo, nesse super combo está incluso 10 sessões de tratamento com todas essas técnicas que unidas são infalíveis:


  • Manthus: Ultrassom de alta potência que promove a quebra das células de gordura, fazendo com que o seu corpo gaste aquelas gordurinhas indesejáveis que estão presentes também na celulite. A corrente presente no Manthus ativa a drenagem linfática celular, fazendo o seu corpo eliminar a celulite e o edema (inchaço presente).
  • Plataforma Vibratória: Tem um efeito potencializador do tratamento, pois além de ativar a circulação e ativar a drenagem linfática tonifica a musculatura do corpo todo, melhorando assim a sustentação da pele e o seu aspecto.
  • Endermoterapia: Também conhecido como vácuo, estimula a circulação da pele, ativando a produção do colágeno. Proporciona a quebra do tecido fibrótico presente na celulite, essa fibrose é que dá o aspecto de casca de laranja.
  • Drenagem Linfática Localizada: Finaliza o tratamento removendo o excesso de líquido diretamente para os linfonodos promovendo a absorção e eliminação do inchaço.

www.fisiobeautypilates.com.br

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Combo Limpeza de Pele + Peeling de Diamante + Peeling Químico R$ 150


Aproveite o inverno para cuidar da pele do seu rosto. A limpeza de pele profunda promove a remoção de cravos e comedões, além de ser um tratamento muito efetivo para pele oleosas e com tendência a acne.
Nessa promoção está incluso ainda 2 peelings, o peeling de diamante que promove a retirada da camada mais externa da pele, e o Peeling Químico. Trabalhamos com 2 opções de peelings químicos um específico para o tratamento de peles oleosas e com tendência a acne, e o outro para remoção de manchas e diminuição de linhas de expressão.
Agende seu horário pelo telefone ou what's up 51 81818384.



www.fisiobeautypilates.com.br

Melhorar a Cólica, Alívio da TPM e Osteoporose com Pilates



Existe um número muito grande de mulheres que sofrem com terríveis cólicas e até dores lombares durante a menstruação. Esses sintomas podem, sim, ser muito minimizados com a prática do método pilates. É sabido que outros sintomas que podem ser combatidos são os edemas ou inchaço nas pernas, as dores pelo corpo além de outros problemas relacionados à saúde feminina podem desaparecer com a prática do Pilates. 

Esse método tem várias funções que melhoram a saúde e, sobretudo, pode ajudar as mulheres a atenuar o stress no período pré-menstrual, a má postura durante a gestação devido ao aumento da mama e do peso, tão comuns nesse período; além dos efeitos da osteoporose no processo de envelhecimento feminino. 

Cada uma dessas alterações vai ser beneficiada pelo pilates de diferentes formas. O nível de stress é controlado pelo efeito da concentração na geração da conexão entre mente e corpo; com isso, o aluno desconecta-se com o problema que é a etiologia do stress e, consequentemente, diminui a produção de cortisol (hormônio marcador do nível de stress), melhorando a irritabilidade e a ansiedade durante o período pré-menstrual. 

O edema das extremidades (inchaço das pernas) e cansaço (sensação de peso) são combatidos com ativação da panturrilha durante todos os exercícios de flexão plantar e dorso flexão, o que gera o bombeamento linfático. Esse equilíbrio hídrico depende da ação da musculatura da panturrilha (perna) a qual é extremamente estimulada durante a aula de Pilates. 

Já a osteoporose é atenuada devido a tensão e stress ósseo gerado durante os exercícios de Pilates, além de trabalhar com compressões e descompressões articulares gerando maior produção de células ósseas, que beneficiará a perda durante o processo de osteoporose. 

Em relação a postura de hipercifose e hiperlordose durante a gestação, o método trabalha os músculos estabilizadores que melhoram o reposicionamento da pelve e das escápulas – que são alteradas com o peso aumentado da mama.

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Dores nas Costas: 5 Perguntas e Respostas sobre os Efeitos do Pilates




1 – Quais problemas da coluna vertebral podem ser tratados com o Pilates?

Resposta: O Método Pilates, além de ser usado para condicionamento físico e qualidade de vida, tem grande indicação para dores nas costas (lombalgias) decorrentes de disfunções da coluna vertebral; as quais afetam populações de todas as idades, sexo e classe sociais.
As disfunções mais comuns que podem ser tratadas com o método pilates são os desvios posturais (escoliose, hipercifose, hiperlordose), hérnia de disco e instabilidades vertebrais.

2 – O Pilates acaba com o problema de coluna ou é uma forma de tratamento que ameniza dores?

Resposta: Diferente de muitos outros métodos terapêuticos, o método pilates poderá tratar as dores da coluna de forma definitiva, uma vez que ele promove fortalecimento da musculatura profunda da coluna – a qual é responsável pela estabilidade das vértebras – reduzindo assim as sobrecargas nas estruturas da coluna como disco vertebral, ligamentos, vasos e articulações; tratando, desta forma, as dores nas costas.

3 – O tratamento de disfunções da coluna vertebral com Pilates pode ser feito por qualquer pessoa, independente da idade?

Resposta: O tratamento é indicado para pessoas de todas as idades, de 8 a 80 anos.

4 – Cite os problemas de coluna mais comuns, quais os exercícios que podem ser feitos para melhorar e qual a duração, em média, do tratamento de cada doença.

Resposta: As disfunções mais comuns que podem ser tratadas com pilates são os desvios posturais (escoliose, hipercifose, hiperlordose), hérnia de disco e instabilidades vertebrais.
Os exercícios desenvolvidos no solo (Mat Pilates), nos equipamentos (Studio Pilates) e com o uso dos acessórios como bola, rolo, círculo e faixa elástica poderão ser usados no tratamento das disfunções.
O tempo de tratamento depende da disfunção  e do tempo que o paciente terá para se dedicar as aulas de pilates. O tratamento deverá ter uma freqüência mínima de três vezes por semana e, após término do tratamento, o paciente poderá usar o método para condicionamento físico e melhora da qualidade de vida.

5 – O Pilates também pode ajudar a prevenir problemas de coluna? Por que?

Resposta: Sim. Uma das principais causas de dor na coluna é a fraqueza da musculatura profunda que estabiliza as vértebras, desta forma, um método que promove o fortalecimento da musculatura profunda que estabiliza as estruturas ósseas da coluna, poderá prevenir problemas de dores da coluna decorrente de hábitos diários como sentar, dirigir, andar feitos de forma incorreta.

Fonte: Fisiociência

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!


www.fisiobeautypilates.com.br

sábado, 18 de junho de 2016

Pilates na Terceira Idade!!




Previna dores nas costas e outras disfunções na terceira idade

No Brasil, os idosos são hoje cerca de 21 milhões, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base no Censo 2010. A qualidade de vida na terceira idade é um desejo de todos e pode ser definida como a manutenção da saúde. Em função disso, a procura por atividades físicas cresce entre a população com mais de 60 anos, seja por estética ou por elas ajudarem no alívio das dores articulares causada pela idade.

O Pilates é um método de exercícios que tem duas principais indicações que são: melhora da performance (fitness) e tratamento/prevenções de disfunções motoras  ósseas e musculares (reabilitação e qualidade de vida).
As aulas de Pilates respeitam sempre os princípios do método, independente da idade. Por meio da contração muscular submáxima, resistida pelas molas dos equipamentos, os ossos são submetidos à carga mecânica, fato que pode favorecer o aumento da massa óssea. Desta forma, os exercícios de Pilates podem interferir positivamente na densidade óssea ajudando no controle da osteoporose ou na prevenção da doença.

Contudo, alguns cuidados deverão ser tomados com alunos que apresentam osteoporose e hipercifose (“corcunda”). Para esses alunos, deve-se evitar excesso de carga nas estruturas ósseas até que o aluno apresente força muscular suficiente para suportar as descargas de peso.
Os pontos que mais precisam ser trabalhados nas aulas dos alunos da terceira idade são o equilíbrio (prevenir quedas), a força muscular e resistência óssea (para gerar autonomia e prevenir perda acelerada da massa muscular e óssea) e o alívio da dor muscular e articular.

Desta forma, o Pilates torna-se a alternativa mais completa para amenizar e, até mesmo, reverter os efeitos do tempo sobre o corpo físico. Com essa perspectiva, a atividade tem ganhado espaço na medicina geriátrica, sendo indicada como tratamento e melhora da qualidade de vida dos idosos.

Previna a perda de massa muscular

A técnica tem a importante função de prevenir a perda de fibras musculares durante o envelhecimento. Os exercícios realizados em máxima contração, com conexão mente-músculo, são capazes de promover maior recrutamento muscular e consequentemente maior geração de força. Desta forma, a perda de massa muscular (hipotrófica muscular senil) é prevenida, podendo ser um método que remedia a chamada sarcopenia (perda de fibras musculares durante o envelhecimento).

Os exercícios podem ser encarados como um processo prazeroso e benéfico, fazendo que os alunos que procuraram a modalidade por ordem médica acabem criando o hábito de praticá-la. O aluno  que fizer uma aula experimental verá as grandes diferenças entre academia ou a fisioterapia.

O Pilates, além de fortalecer e flexibilizar os músculos, alivia o estresse, auxiliando na promoção da saúde total do indivíduo. O exercício físico libera substâncias químicas no cérebro, ocasionando uma sensação de bem estar e de euforia. “Tais substâncias, conhecidas como endorfina, têm qualidades semelhantes as da morfina que são referidas como a própria morfina natural do corpo”, diz o pesquisador no assunto Ronberts.  
Experimente o método e se apaixone!

Fonte: Fisiociência

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!


www.fisiobeautypilates.com.br

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Saiba como o Pilates Pode te Ajudar a Remover a Dor




As dores na região lombar são comuns entre homens e mulheres das mais variadas faixas etárias e, muitas vezes, são provocadas pelas famosas hérnias de disco. Essa disfunção da coluna vertebral é mais comum entre os pacientes com dor lombar e, desses acometidos, 70% são do sexo masculino.

Vários são os fatores que ocasionam esse problema. Existem as causas hereditárias, que são as mais corriqueiras, e as causas traumáticas, que estão ligados aos esforços repetitivos; como as inclinações do tronco, giros, além de puxar, empurrar e levantar cargas excessivas. Todos esses movimentos repetitivos geram traumas no disco podendo promover ou provocar a hérnia de disco. O sedentarismo também é uma das grandes causas da hérnia de disco.

As pesquisas mostram que a atividade qualitativa pode ser uma grande forma de prevenção das lesões e dores na coluna. O pilates pode ser um grande aliado na prevenção, tratamento e manutenção para evitar esse problema.
Mas, antes de falar sobre o tratamento, vamos entender o que é a hérnia de disco. A palavra hérnia, significa projeção;  a saída através de uma fissura ou orifício de uma estrutura contida – e a saída dessa estrutura é o que gera a compressão em estruturas vizinhas, gerando processo inflamatório e quadro agudo de dor.

O disco intervertebral é uma estrutura que está entre uma vértebra e outra, e ela é formada de duas partes: uma parte central que é chamada de núcleo pulposo ou líquido viscoso, e de uma parte periférica formada de tecido cartilaginoso, que é chamado de anel fibroso. Logo, hérnia de disco é a projeção ou a saída desse núcleo através de uma fissura do anel fibroso.
A coluna vertebral é o eixo de equilíbrio do sistema musculoesquelético do ser humano, onde a hérnia de disco é uma das principais consequências  que se atribui a perda desse equilíbrio na coluna.

A função do pilates é gerar estabilidade vertebral, enfatizando o controle da coluna lombar cervical, quadril e ombro. Ou seja, é fortalecer a coluna, por meio de exercícios nos aparelhos e no solo que garantem o melhor alinhamento e postura, impedindo as lesões discas e as famosas hérnias de disco.
Contudo, quando já temos instalado uma hérnia de disco,  o tratamento para combate dos sintomas é conservador. Uma vez que, os sintomas não cessem com a terapia convencional, é pensado na possibilidade de cirurgia. A cirurgia só acontece quando todas as tentativas de tratamentos convencionais são tentadas e a dor não cessa.

Fonte: Fisiociência


.fisiobeautypilates.com.br

Cirurgia Plástica de Abdômen: Pilates Potencializa



A cirurgia plástica e lipoaspiração são hoje técnicas usadas para melhorar os contornos corporais, contudo, a maior definição do abdômen ocorre quando fortalecemos músculos específicos. Temos um músculo profundo no abdômen que funciona como uma cinta abdominal, chamado de transverso do abdômen; ele é a chave do sucesso de uma cintura definida. Desta forma, o ideal seria conciliar o fortalecimento desse músculo às técnicas e habilidades da cirurgia plástica.

A associação com o método Pilates seria a mais perfeita associação para um resultado mais duradouro e satisfatório. O método Pilates é composto por séries de exercícios que, entre suas funções, está a hipertrofia muscular profunda. Os exercícios podem fazer parte do pré e pós-operatório e, assim, potencializar o resultado da cirurgia plástica, especialmente em cirurgias de mama e de abdômen. Após 30 aulas, já é possível notar a diferença no corpo. 

No caso de uma cirurgia plástica abdominal, o método atua no fortalecimento do músculo transverso do abdômen, também chamado de cinturão abdominal ou espartilho abdominal. Sua anatomia ajuda a definir o contorno da cintura. Desta forma, se esse músculo está forte após uma abdominoplastia, o contorno abdominal ficará melhor, uma vez que ele é responsável pela contenção dos órgãos abdominais.

Para se entender a função deste músculo, imagine você “murchando” a barriga. É essa ação que o músculo faz quando contrai. O músculo forte ajudará a definir o contorno do abdômen tornando o efeito da cirurgia abdominal mais evidente. 

Nas cirurgias de mama, os exercícios de Pilates contribuem, principalmente, para a reorganização da postura do tronco, resultando num tórax em harmonia com a nova mama. Nas cirurgias de redução, o Pilates promove um realinhamento da coluna torácica o que contribui para um melhor efeito do procedimento cirúrgico. 

O ideal é que o paciente que tem planos de se submeter a uma cirurgia plástica no abdômen ou nas mamas comece um programa de Pilates que evidencie a área a ser operada especificando os músculos que serão solicitados no pós-operatório e, assim, potencializar o resultado da cirurgia. 

A liberação para a prática do Pilates após a cirurgia plástica varia conforme cada procedimento. O método sempre trabalha o indivíduo como um todo, mas quando se trata de reabilitação pós-cirúrgica, são trabalhados, inicialmente, os segmentos não operados.

Após liberação médica o paciente passa por um treinamento completo e evolui com ênfase na parte operada para acelerar a recuperação e potencializar o efeito da cirurgia. O método Pilates é uma forma de treinamento para ser adotado como um meio de equilibrar o corpo e a mente.

Fonte: Fisiociência e Revista Época




quinta-feira, 16 de junho de 2016

Porque o método causa tanto sucesso entre aqueles que querem definir o corpo?




Bem, definir o corpo nada mais é que causar hipertrofia nos músculos por meio do exercício de contração submáxima. Essa hipertrofia, hoje, é algo desejado e esperado por aqueles que querem um corpo em forma e definido. Esta adaptação muscular pode ser possível por meio do método pilates, contudo, de forma saudável, para que os alunos consigam o resultado esperado sem sobrecarga articular ou lesão muscular.

A hipertrofia organizada é aquela na qual os músculos desenvolvem área e comprimento muscular, gerando força e flexibilidade. Ou seja, a hipertrofia organizada é nada mais que o aumento do volume muscular de forma equilibrada, aumentando de forma proporcional comprimento e diâmetro muscular.

Para alcançar este aumento de volume muscular, o pilates é um ótimo método; ao contrário de outras técnicas que causam uma hipertrofia desorganizada – onde aumentam, quase sempre, a área (diâmetro) sem aumentar o comprimento muscular, tornando-os encurtados e, consequentemente, sobrecarregando as articulações e causando encurtamento generalizado.

O método pilates trabalha essa hipertrofia organizada por meio de sua metodologia que prioriza padrão motor de contração submáxima e tensão máxima de alongamento, por meio da amplitude máxima de movimento durante todas as aulas de Pilates. Este resultado é alcançado por meio dos estímulos visuais, verbais e táteis, dados sempre pelo professor. Essa é a grande vantagem do método: músculos e articulações jovens e funcionais até os 80 anos ou mais!

Fonte: Fisiociência


Exercícios de Pilates Clássico Científico podem Transformar Colunas Velhas em Colunas Jovens!





Segundo estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% da população mundial teve, tem ou terá dor na coluna pelo menos uma vez na vida. A má postura durante as tarefas do dia é a principal causa das dores. O método Pilates, além de proporcionar a melhora da forma física, é usado mundialmente para tratar disfunções da coluna vertebral que afetam pessoas de todas as idades, sendo apontadas por pesquisas como um dos principais problemas de saúde da sociedade moderna.

Os exercícios podem ser indicados para reorganizar desvios posturais como escoliose, hipercifose e hiperlordose, estabilizar a coluna lombar que tem doenças como hérnia de disco e instabilidades muscular segmentar. O método promove equilíbrio neuromuscular e hipertrofia organizada (força e flexibilidade), tratando e prevenindo problemas decorrentes de posturas e hábitos diários incorretos adquiridos na hora de sentar, dirigir, andar, e até em atividades esportivas e profissionais. 

Diferente de muitos outros métodos terapêuticos, o Pilates pode tratar dores da coluna de forma definitiva. Uma das principais causas de dores nas costas é a fraqueza da musculatura profunda da coluna, a qual é responsável pela estabilização das vértebras. Considerando essa debilidade, os exercícios de Pilates promovem o fortalecimento dessa musculatura, reduzindo as sobrecargas nas estruturas passivas da coluna como disco intervertebral, ligamentos, vasos e articulações.

Os exercícios indicados são os do repertório original do Mat Pilates, Studio Pilates e Pilates Acessórios, com o uso de magic circle, form roller, bosu, balance disk e elastic band. O tempo de tratamento depende da disfunção da coluna e do tempo que o paciente terá para se dedicar as aulas de Pilates Clássico Científico. O tratamento deverá ter uma frequência mínima de três vezes por semana.
O método pilates não é simplesmente um método de tratamento, mas de qualidade e vida. Assim, após o período de tratamento, o paciente se transforma em aluno para continuar a prática do método como condicionamento físico e melhora da qualidade de vida.

Dra. Eliane explica que a prática de Pilates para a reabilitação ou condicionamento físico deve ser feita com profissionais especializados, com conhecimento científico do método, para que o tratamento seja eficaz. Não se aceitam mais tratamentos ou técnicas empíricas sem evidências práticas e comprovação científica.

Fonte: Fisiociência


quarta-feira, 15 de junho de 2016

PILATES NA REABILITAÇÃO, SIM!


Quando pensamos em reabilitação, logo nos vem à mente a fisioterapia convencional. Mas, uma vez que o Pilates é um método seguro, eficaz e completo que visa um equilíbrio neuromuscular do corpo como um todo. Por que não o incorporar no tratamento de reabilitação?



O Pilates trabalha a mente e o corpo em conjunto e possui como princípios básicos: concentração, controle, centralização e respiração. A partir desses princípios, aplicados por meio de um vasto repertório de exercícios, ele oferece vários benefícios como: aumento da força e resistência muscular, melhora da mobilidade e amplitude de movimento (ADM) da articulação acometida e das adjacentes, melhora da função e flexibilidade, além de uma melhora da respiração, coordenação motora, postura, equilíbrio estático e dinâmico. Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgastantes às articulações e músculos.

Dessa forma, o Pilates pode e deve ser utilizado como ferramenta de reabilitação de diversas disfunções: no pré ou pós-operatório de cirurgias ortopéticas, no tratamento conservador, em dores crônicas e em algumas disfunções neurológicas (Parkison, esclerose múltipla, etc).

O Pilates tira essa visão de tratar exclusivamente o segmento lesionado, mas trata o corpo como um todo, melhorando a disfunção em si e equilibrando o corpo das várias adaptações (musculares, fásciais e até mesmo neurais) que se faz em virtude da lesão. É um método que não oferece contraindicações absolutas, mas exige, sim, alguns cuidados e adaptações nos exercícios, no posicionamento e no contole da amplitude de alguns movimentos, de forma que se respeite sempre o ritmo e a progressão de cada paciente.

Além dos beneficios físicos oferecidos pelo método, o ambiente de um estúdio de Pilates e a convivência com os demais alunos proporciona uma melhora no estado emocional e psicológico do paciente, acelerando muitas vezes até o processo de reabilitação e recuperação.

Claro que o sucesso do tratameto deve-se à escolha de um profissional competente e capacitado que vai saber aplicar o método de acordo com a disfunção apresentada de forma segura e individualizada.

Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br

OS 34 EXERCÍCIOS DE JOSEPH PILATES

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Compartilhando as nossas publicações com os 34 exercícios de Joseph Pilates!!

1. Control Balance

2. Rocking - Rolando

3. Crab - Caranguejo

4. Seal - Foca

5. Boomerang

6. Side band

7. Side Kick

8. Leg Pull

9. Elevação Posterior da Perna

10. Swimming - Nadando

11. Hip twist

12. Teaser

13. Side Kick

14. Jack knife - Canivete

15. Spine twist

16. Shoulder Bridge - Ponte sobre os ombros

17. Bicycle - Bicicleta

18. Scissors - Tesoura

19. Neck Pull - Puxada pelo pescoço

20. Double Kick

21. One Leg Kick - Chute com uma perna

22. Swan - Cisne

23. Saw - Serrote

24. Corkscrew

25. Rocker with open legs - Rolando com pernas abertas

26. Spine Stretch - Alongamento da coluna

27. Double Leg Stretch - Alongamento das duas pernas

28. One Leg Stretch - Alongamento de uma perna

29. Rolling back - Rolando para trás

30. Roll up - Rolamento para cima

31. The hundred - O cem

32. Flexão de Braços - Push up






Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br

terça-feira, 14 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - FLEXÃO DE BRAÇOS – PUSH UP

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!



Bom, hoje vamos dar uma canseira nos seus braços com o Push up. Quem topa?

Posição inicial

Em pé no final do colchonete, pernas paralelas, braços ao longo do corpo (Foto 1).

Exercício





Inspire articulando a coluna e leve os braços em direção ao colchonete.

Na expiração, caminhe com as mãos pelo colchonete por 4 contagens (Foto 2), até a posição de flexão de braços (Foto 3).

Inspire por 3 contagens. Flexione mais os cotovelos em cada inspiração (Foto 4).

Na expiração, estenda os cotovelos.

Inspire caminhando de volta, em direção aos pés, por 4 contagens.

Na expiração, articule a coluna e retorne para a posição inicial.

Fonte: Revista Pilates




www.fisiobeautypilates.com.br

Exercícios Básicos do Pilates - The hundred - O Cem


Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

As adaptações feitas em relação ao exercício publicado por Joseph são: a posição inicial, a posição dos membros inferiores e da cervical durante o movimento. Na foto original, Joseph inicia o exercício com os membros inferiores estendidos, o que deixa a alavanca maior, algumas pessoas não conseguem estabilizar a região lombar desta maneira.

Por isso, no Pilates contemporâneo, iniciamos o exercício na posição de cadeirinha (foto 1). Nas instruções do exercício original, é solicitado que os membros inferiores fiquem a 5 cm do solo e o olhar na ponta dos dedos do pé, esta posição também pode provocar a perda da estabilidade e faz com que a cervical saia da posição neutra.



A instrução de hoje, é manter as pernas o mais baixo que o imprint possa ser mantido e a região do pescoço alongada (foto 2).

Posição inicial: Em decúbito dorsal, pernas na posição de apoio (cadeirinha), no imprint. Braços ao longo do corpo (foto 1).


Exercício: Inspire para preparar. Na expiração, alongue a cervical realizando um aceno com a cabeça. Eleve os ombros, a caixa torácica e os braços do solo. Ao mesmo tempo, estenda as pernas o mais baixo que conseguir mantendo o imprint (foto 2).

Em seguida, inspire por cinco contagens realizando pequenos pulsos verticais com os braços. Mantenha a posição da foto 2. Expire por cinco contagens e continue pulsando com os braços.

Complete 10 séries totalizando 100 contagens. Muitas modificações e adaptações podem ser feitas para que o exercício seja executado da melhor maneira possível. Por isso, vale ressaltar a importância do acompanhamento de um instrutor qualificado.

Fonte: Revista Pilatesà

www.fisiobeautypilates.com.br

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - ROLAMENTO PARA CIMA – ROLL UP

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!


As principais modificações desse exercício são sutis, porém muito importantes.

Nas fotos de Joseph, algumas amplitudes de movimento são diferentes. Na foto 1, notem que os braços se elevam somente até a altura das orelhas, as palmas das mãos estão voltadas para dentro e a caixa torácica está na posição neutra. Na foto original, os braços chegam ao solo, as palmas das mãos estão voltadas para frente e a caixa torácica está em extensão – todas essas modificações permitem que o movimento fique biomecanicamente correto e mais confortável para a cintura escapular e coluna torácica.

Outra importante modificação é a amplitude de movimento ao chegar à posição sentada. Na foto 3, notem que a pelve se mantém vertical e a musculatura abdominal ativa. Na foto original, o queixo toca o peito e o tronco vai à frente, o que pode gerar algumas tensões desnecessárias.





Posição inicial: Em decúbito dorsal, pelve e coluna neutras. Pernas estendidas no colchonete, paralelas, tornozelos em dorsiflexão. Braços estendidos acima da cabeça, escápulas estabilizadas (foto 1).

Exercício

Inspire para preparar e eleve os braços ao mesmo tempo (foto 2). Na expiração, faça um leve aceno com a cabeça e flexione a coluna sequencialmente, passando pelo imprint, até a pelve ficar vertical. Mantenha a coluna na posição de curva C (foto 3).

Inspire mantendo a flexão da coluna e inicie o rolamento para trás. Na expiração, continue a articular a coluna sequencialmente para voltar à posição inicial (foto 4).

Fonte: Revista Pilates




www.fisiobeautypilates.com.br

Exercícios Básicos do Pilates - ROLAMENTO POR CIMA – ROLL OVER


Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Nesse exercício, Joseph inicia com as pernas estendidas no solo, o que não é errado. Porém, somente um aluno com nível avançado conseguirá estabilizar e proteger a coluna lombar contra uma alavanca mais pesada para iniciar o movimento.

Outro detalhe muito importante é manter as pernas paralelas ao solo e somente depois levar os pés para baixo, alongando os ísquiotibiais. No exercício original, o rolamento é realizado de maneira direta para trás, o que pode gerar tensão e sobrecarga na coluna cervical.

Posição inicial: Em decúbito dorsal, pernas na diagonal, no imprint. Braços ao longo do corpo, palmas das mãos voltadas para baixo, escápulas estabilizadas (foto 1).




Inspire flexionando o quadril (foto 2). Na expiração, articule a coluna sequencialmente até que as pernas fiquem paralelas ao solo (foto 3). Com controle, toque os dedos dos pés no solo. Apoie o peso entre as escápulas, não na coluna cervical (foto 4).

Inspire elevando as pernas, paralelas ao solo e abduza um pouco mais que a distância dos ombros (foto 5). Na expiração, articule a coluna sequencialmente para voltar à posição inicial (foto 1), estabilize o imprint e leve as pernas para baixo na diagonal em uma amplitude que o imprint possa ser mantido.

Esse exercício pode ser feito também da forma inversa: rolando para cima com as pernas abduzidas e retornando com as pernas aduzidas.

O número de repetições pode variar de acordo com as necessidades, objetivos e possibilidades de cada indivíduo. Pratique sempre com a supervisão de um instrutor qualificado.

Para saber se não está rolando demais para trás sobrecarregando a coluna cervical, tente engolir ou falar ao chegar à posição da foto 4. Se for possível, você conseguiu montar a posição correta.

Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br

domingo, 12 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - One leg circle - Circulo com uma perna

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Posição inicial: em decúbito dorsal, pelve e coluna neutras. Pernas estendidas, uma alongada no colchonete na linha do ísquio e a outra a 90° para o teto. Braços ao longo do corpo com as palmas das mãos voltadas para baixo.



Exercício: inspire para a primeira metade do círculo, movimente a perna cruzando a linha média do corpo e depois para longe. Expire para a segunda metade do círculo, leve a perna para a lateral e depois, rapidamente pare no topo do círculo. Faça o círculo tão grande quanto a estabilidade da pelve possa ser mantida.

Repita o movimento na direção oposta.

Nas fotos originais de Joseph, ao cruzar a perna de gesto medialmente, a pelve roda e inclina. Executar o exercício desta maneira, dificulta o posicionamento neutro da pelve para movimentar a perna na outra metade do círculo e pode gerar desconforto para a articulação sacro-ilíaca. Mantenha a pelve nivelada, evitando rotações e inclinações laterais em todos os movimentos do exercício.

Fonte: Revista Pilates


www.fisiobeautypilates.com.br

sábado, 11 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - Rolling Back - Rolando para trás

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

O exercício de hoje é o ‘’ Rolando para trás’’ e pode ser chamado de ‘’ Rolando como uma bola’’ também. É um movimento que proporciona alívio para a coluna e é super agradável de fazer.

Vamos começar?




Posição inicial: sente arredondando a coluna, ativando os músculos abdominais e posicione as mãos nas pernas.

Exercício: inspire para preparar. Na expiração, role para trás com controle mantendo a distância entre o tronco e as coxas sempre igual. Na inspiração, retorne para a posição inicial mantendo os pés fora do chão.

A única modificação neste exercício, é o posicionamento dos pés. Nas fotos originais, Joseph está com os pés no chão. Manter o equilíbrio ao retornar garante a ativação da musculatura abdominal durante toda a execução do movimento.

Apesar de parecer simples, este exercício precisa de alguns cuidados. Mantenha a coluna arredondada o tempo todo e tome cuidado para não tensionar a região da cintura escapular.

Fonte: Revista Pilates


www.fisiobeautypilates.com.br

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - Alongamento de uma perna - One leg stretch

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Posição inicial: posição de apoio em imprint (cadeirinha) com a porção superior do tronco flexionada (foto 1).



Exercício: inspire para preparar. Na expiração, estenda uma perna na diagonal, movendo a mão de fora para o tornozelo e a mão de dentro para o joelho da perna flexionada (foto 2).

Inspire para alternar e expire para alongar a outra perna.

Fonte: Revista Pilates


www.fisiobeautypilates.com.br

Exercícios Básicos do Pilates - ALONGAMENTO DAS DUAS PERNAS – DOUBLE LEG STRETCH

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Posição inicial: em decúbito dorsal no imprint, com a porção superior do tronco flexionada. Pernas na posição de apoio. Mãos em direção aos tornozelos (Foto 1).



Inspire para preparar. Na expiração, mantenha a flexão do tronco e estenda os braços acima da cabeça como se fosse tirar um chapéu (Foto 2). Ao mesmo tempo, estenda as pernas o mais baixo possível, até onde o imprint possa ser mantido (Foto 3). Na inspiração, retorne as pernas para a posição inicial e circule os braços por fora, até os tornozelos (Foto 1).

Não esqueça que o nome do exercício é alongamento LENTO das duas pernas, então nada de sair correndo pra terminar o exercício logo, hein!?

Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - Alongamento da Coluna - Spine Stretch

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Posição inicial: sente com a coluna ereta, pelve e coluna neutras. Pernas alongadas e abduzidas, ligeiramente mais afastadas do que a largura dos ombros, tornozelo em dorsiflexão (dedos para cima). Mãos descansando entre as pernas no colchonete (Foto 1).

Exercício:




Inspire para preparar (Foto 1). Na expiração, inicie alongando a coluna cervical e sequencialmente toda a coluna. A pelve permanecerá na vertical. Assegure a ativação dos abdominais, especialmente do transverso do abdome (Foto 2).

Mantenha a posição na inspiração, focando a respiração na porção posterior e lateral da caixa torácica. Na expiração, articule a coluna sequencialmente do cóccix até a cabeça, retornando à posição inicial (Foto 1).

Fonte: Revista Pilates


www.fisiobeautypilates.com.br

Fisioterapia e Reabilitação com Qualidade e Excelência


A clínica Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates conta com atendimento fisioterapêutico personalizado, com atendimentos direcionados para as necessidades do paciente.

Realizamos avaliação postural de todos os nossos alunos e pacientes e priorizamos o tratamento do corpo de forma global, proporcionando uma melhora efetiva e duradoura.

Dentro do nosso atendimento fisioterapêutico atendemos apenas um paciente por horário.

Contamos com aparelhos de alta tecnologia para a reabilitação de traumato-ortopedia como:


  • Tens convencional, burst, vif, acupuntural
  • Corrente interferencial
  • Corrente Russa
  • Infravermelho
  • Ultrassom Terapêutico

Além de atendimentos de:




Todos esses recursos são utilizados dentro das necessidades de cada paciente de acordo com a avaliação fisioterapêutica.




www.fisiobeautypilates.com.br

Plataforma Vibratória - Ative o seu corpo de uma maneira mais eficiente e gaste mais calorias!!!

É um equipamento de alta tecnologia que consiste em melhorar e potencializar o recrutamento das fibras musculares sem sobrecarregar as articulações, permite realizar exercícios para todas as partes do corpo de forma muito mais eficiente. Com o Plataforma Vibratória é possível treinar os músculos dos braços, pernas, peitorais, costas e abdominais assim como realizar alongamentos e massagens.





Benefícios do treino na Plataforma Vibratória

O treino completo tem duração de 30 minutos e os resultados, em pouco tempo, são notados. Com apenas 12 minutos de exercício, pode-se perder até 200 calorias e a plataforma também pode ser utilizada por pessoas da terceira idade e atletas de elite. Outra vantagem é a estimulação das fibras musculares, em 40 a 60% superior ao treino de musculação normal, além de um menor desgaste das articulações.

Indicação


  • Aumentar a força e definição muscular.


  • Combater a celulite.


  • Aumentar da circulação sanguínea em até 70% promovendo a drenagem linfática naturalmente.
  • Estimular o sistema neurológico melhorando o equilíbrio e a coordenação.
  • Aumentar os níveis de hormônios chave - testosterona, hormônio de crescimento, IGF-I e serotonina.
  • Ajudar na prevenção do processo de degeneração óssea (osteoporose), aumentando a densidade mineral óssea.
  • Promover o ganho de massa e força muscular em exercícios de cadeia fechada.
  • Diminuir o nível de cortisol - hormônio ligado ao estresse.
  • Ajudar a reduzir a dor.
  • Aumentar a taxa metabólica.
  • Melhorar a flexibilidade.




Outras indicações para o uso da Plataforma:


  • Pré-operatório: Para prevenir problemas circulatórios e evitar atrofia muscular.
  • Estabilização Postural, Equilíbrio e Propriocepção: A vibração ativa todas as fibras musculares do corpo, atuando assim na conscientização corporal.



www.fisiobeautypilates.com.br

Exercícios Básicos do Pilates - Rolamento com as Pernas Afastadas - Rocker with Open Legs

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Alguns exercícios são preparatórios para que possamos executar outros ainda mais desafiadores. Então se você praticou o “Rolando como uma bola” e o “Alongamento da coluna”, conseguirá fazer o exercício de hoje com um ‘’pé nas costas’’ (ou quase isso).

Preparar, rolar!



Posição inicial: equilibre-se na posição de V, sentando atrás dos ísquios. Coluna lombar levemente flexionada e coluna torácica alongada, formando uma curva J (Foto 1).

Exercício


Inspire flexionando a coluna lombar e torácica, formando uma curva C e role para trás (Foto 2). Na expiração, role para frente, encontre o equilíbrio e alongue a coluna torácica para retornar à posição inicial.

“Lembre-se que Roma não foi construída em um dia, e que paciência e persistência são qualidades vitais para o sucesso.” (Traduzido e adaptado do livro “Pilates – Return to Life Through Contrology”).

Fonte: Revista Pilates



www.fisiobeautypilates.com.br

Exercícios Básicos do Pilates - Saca-rolha Corkscrew

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!



Posição inicial

Em decúbito dorsal, no imprint. Pernas alongadas na diagonal, o mais baixo possível, até onde o imprint possa ser mantido. Braços ao longo do corpo (Foto 1).

Exercício


Na inspiração, articule a coluna levando as pernas para trás até que fiquem paralelas ao chão (Foto 2).

Na expiração, leve as pernas para o lado (Foto 3) e comece a rolar a coluna para baixo. Passe pela posição inicial e desenhe um oval, subindo pelo outro lado.

Na inspiração, centralize as pernas (Foto 2). Na expiração, retorne à posição inicial.

Cuidado para não inclinar a pelve lateralmente, somente as pernas vão para o lado, viu?! A sensação durante o rolamento é a mesma de massagear a coluna.

“Os benefícios do Pilates só dependem da execução dos exercícios. As instruções devem ser seguidas com fidelidade.” Joseph Pilates.

Fonte; Revista Pilates



www.fisiobeautypilates.com.br

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Exercícios Básicos do Pilates - Serrote - Saw


Esse exercício é ótimo para trabalhar a postura e a musculatura da coluna.
Não esqueçam de trabalhar o auto-crescimento que é fundamental principalmente nos casos de escoliose.

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Posição inicial

Sente com a coluna ereta, pelve e coluna neutras. Pernas alongadas e abduzidas, ligeiramente mais afastadas do que a largura dos ombros, tornozelo em dorsi flexão (dedos para cima). Braços alongados para os lados, palmas das mãos para frente (Foto 1).





Inspire para rotacionar a coluna, mantendo a pelve fixa (Foto 2).

Na expiração, articule a coluna sequencialmente, levando o braço da frente em direção ao dedo mindinho (como se fosse serrá-lo, por isso o nome dado ao exercício é serrote), gire o braço de trás para que o ombro fique em uma posição confortável (foto 3).

Na inspiração, role a coluna para cima (Foto 2). Na expiração, rotacione a coluna para a posição inicial e retorne o braço de trás para a posição neutra (Foto 1).

Repita a sequência para o outro lado.




www.fisiobeautypilates.com.br

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Rejuvenescimento Facial

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Rejuvenescimento Facial: O que é? O envelhecimento facial é um fenômeno caracterizado pela perda da elasticidade da pele (ritidose ou rugas), pela queda...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Dor na nuca: saiba como o pilates pode ajudar

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Dor na nuca: saiba como o pilates pode ajudar: No dia-a-dia, em casa ou no trabalho, é muito comum ver pessoas reclamando desse mal. Alguém com expressão de desconforto no rosto, a mã...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: PILATES: MAIS DO QUE MODA, SAÚDE DA MENTE E DO COR...

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: PILATES: MAIS DO QUE MODA, SAÚDE DA MENTE E DO COR...: O desejo de uma melhor qualidade de vida tem feito com que muitas pessoas busquem atividades relacionadas com o conceito de wellness,...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Fisioterapia no Pré e Pós-Operatório de Cirurgia P...

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Fisioterapia no Pré e Pós-Operatório de Cirurgia P...: Fisioterapia Dermato-funcional É uma especialidade da fisioterapia que em conjunto com o cirurgião plástico permite ao paciente uma...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Entenda mais sobre Fisioterapia Dermato Funcional

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Entenda mais sobre Fisioterapia Dermato Funcional: A fisioterapia Dermato Funcional é uma especialidade da fisioterapia que atua na prevenção, promoção e recuperação do sistema tegumentar (p...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Importância da Drenagem Linfática no Pós operatóri...

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Importância da Drenagem Linfática no Pós operatóri...: Após a cirurgia plástica, como a lipoaspiração, podem acontecer alguns eventos clínicos comuns no pós-operatório como: edema, hematomas, fi...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Drenagem Linfática Manual

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Drenagem Linfática Manual: A drenagem linfática manual (DLM) é uma técnica específica que utiliza uma ou ambas as mãos com movimentos rítmicos e suaves, com o objetiv...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: O Sistema Linfático

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: O Sistema Linfático: A drenagem linfática é uma das muitas funções fisiológicas do organismo e é da responsabilidade do sistema linfático. Este tem uma es...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Fibro Edema Gelóide "Celulite"

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Fibro Edema Gelóide "Celulite": O fibro edema gelóide (FEG) refere-se a uma condição clínica e estética que afeta a maioria das mulheres, sendo erroneamente conhecida ...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Galvanopuntura ou Eletrolifting

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Galvanopuntura ou Eletrolifting: A galvanopuntura associa a corrente contínua filtrada com intensidades na ordem dos microamperes com o estímulo mecânico da agulha (pólo ne...

www.fisiobeautypilates.com.br

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Alta Frequência

Fisiobeauty Fisioterapia e Studio de Pilates: Alta Frequência: A alta frequência é um recurso para tratamento de afeções cutâneas provocadas por microrganismos. Consiste num gerador de correntes alterna...

www.fisiobeautypilates.com.br