quarta-feira, 15 de junho de 2016

PILATES NA REABILITAÇÃO, SIM!


Quando pensamos em reabilitação, logo nos vem à mente a fisioterapia convencional. Mas, uma vez que o Pilates é um método seguro, eficaz e completo que visa um equilíbrio neuromuscular do corpo como um todo. Por que não o incorporar no tratamento de reabilitação?



O Pilates trabalha a mente e o corpo em conjunto e possui como princípios básicos: concentração, controle, centralização e respiração. A partir desses princípios, aplicados por meio de um vasto repertório de exercícios, ele oferece vários benefícios como: aumento da força e resistência muscular, melhora da mobilidade e amplitude de movimento (ADM) da articulação acometida e das adjacentes, melhora da função e flexibilidade, além de uma melhora da respiração, coordenação motora, postura, equilíbrio estático e dinâmico. Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgastantes às articulações e músculos.

Dessa forma, o Pilates pode e deve ser utilizado como ferramenta de reabilitação de diversas disfunções: no pré ou pós-operatório de cirurgias ortopéticas, no tratamento conservador, em dores crônicas e em algumas disfunções neurológicas (Parkison, esclerose múltipla, etc).

O Pilates tira essa visão de tratar exclusivamente o segmento lesionado, mas trata o corpo como um todo, melhorando a disfunção em si e equilibrando o corpo das várias adaptações (musculares, fásciais e até mesmo neurais) que se faz em virtude da lesão. É um método que não oferece contraindicações absolutas, mas exige, sim, alguns cuidados e adaptações nos exercícios, no posicionamento e no contole da amplitude de alguns movimentos, de forma que se respeite sempre o ritmo e a progressão de cada paciente.

Além dos beneficios físicos oferecidos pelo método, o ambiente de um estúdio de Pilates e a convivência com os demais alunos proporciona uma melhora no estado emocional e psicológico do paciente, acelerando muitas vezes até o processo de reabilitação e recuperação.

Claro que o sucesso do tratameto deve-se à escolha de um profissional competente e capacitado que vai saber aplicar o método de acordo com a disfunção apresentada de forma segura e individualizada.

Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br

OS 34 EXERCÍCIOS DE JOSEPH PILATES

Agende já uma sessão experimental pelo telefone ou what's up 81818384.
Atendimentos personalizados com fisioterapeuta.
Realizamos avaliação postural de todos nossos alunos, trabalho direcionado para as suas necessidades e objetivos, experimente!

Compartilhando as nossas publicações com os 34 exercícios de Joseph Pilates!!

1. Control Balance

2. Rocking - Rolando

3. Crab - Caranguejo

4. Seal - Foca

5. Boomerang

6. Side band

7. Side Kick

8. Leg Pull

9. Elevação Posterior da Perna

10. Swimming - Nadando

11. Hip twist

12. Teaser

13. Side Kick

14. Jack knife - Canivete

15. Spine twist

16. Shoulder Bridge - Ponte sobre os ombros

17. Bicycle - Bicicleta

18. Scissors - Tesoura

19. Neck Pull - Puxada pelo pescoço

20. Double Kick

21. One Leg Kick - Chute com uma perna

22. Swan - Cisne

23. Saw - Serrote

24. Corkscrew

25. Rocker with open legs - Rolando com pernas abertas

26. Spine Stretch - Alongamento da coluna

27. Double Leg Stretch - Alongamento das duas pernas

28. One Leg Stretch - Alongamento de uma perna

29. Rolling back - Rolando para trás

30. Roll up - Rolamento para cima

31. The hundred - O cem

32. Flexão de Braços - Push up






Fonte: Revista Pilates

www.fisiobeautypilates.com.br